Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação
Cesar Greco/Ag. Palmeiras/Divulgação

Cuca reclama de pênalti não marcado e assume responsabilidade por derrota

Palmeiras foi derrotado por 3 a 1 pelo Cruzeiro no Mineirão e teve sequência de vitórias interrompida

O Estado de S.Paulo

09 de julho de 2017 | 19h16

Após a derrota por 3 a 1 para o Cruzeiro neste domingo pelo Brasileirão, o técnico do Palmeiras, Cuca, reclamou do pênalti não marcado de Murilo em Róger Guedes durante o primeiro tempo do jogo. Para o treinador, o árbitro Péricles Bassols agiu como se fosse "dono da verdade" no lance ao não consultar seus pares.

"Árbitros são passíveis de erros. O problema é quando o cara não aceita conversa e se acha o dono da verdade, como aconteceu hoje", disse Cuca, em entrevista coletiva depois do jogo no Mineirão.

O treinador reconheceu que o Cruzeiro foi mais eficiente nas finalizações e assumiu a responsabilidade pelo resultado. "Tivemos mais posse de bola e mais oportuniddes, mas o Cruzeiro foi mais efetivo. A responsabilidade pela derrota é minha. A culpa é minha. Não adianta responsabilizar jogadores. Eu escolho quem joga, então quem paga a conta sou eu. Futebol é assim".

A derrota interrompeu a sequência de bons resultados do Palmeiras no Brasileirão, que soma 19 pontos e fica na quarta posição da tabela.

"A posição atual do Palmeiras (na tabela) não é a ideal, mas não é o fim do mundo. Estamos envolvidos em outras frentes importantes, mas temos que melhorar", avalia Cuca. "Hoje perdemos e agora vamos avaliar o que podemos fazer diferente na próxima quarta-feira em termos de postura e também de opção".

O Palmeiras volta a campo na próxima quarta-feira, 12, às 21h45, no Allianz Parque, contra o líder Corinthians pela 13ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.