Marcos Brindicci/Reuters
Marcos Brindicci/Reuters

Cuca reconhece atuação ruim no ataque, mas valoriza empate santista

"Os dois atacantes pelos lados não estiveram bem e saíram machucados. Se estivessem em boa noite, teríamos chances de fazer o gol"

Estadão Conteúdo

22 Agosto 2018 | 08h29

O técnico Cuca valorizou a organização tática do Santos no empate por 0 a 0 com o Independiente, na noite de terça-feira, no jogo de ida das oitavas de final da Copa Libertadores, e elogiou a atuação do sistema defensivo, mas reconheceu que o setor ofensivo não se saiu bem em Avellaneda. Na sua avaliação, o time teria ameaçado mais o adversário argentino se os atacantes Bruno Henrique e Rodrygo, que foram escalados abertos pelas pontas, tivessem se destacado.

"Jogamos compactos em uma zona restrita, mas infelizmente não conseguimos encaixar o contra-ataque. Os dois atacantes pelos lados não estiveram bem e saíram machucados. Se estivessem em boa noite, teríamos chances de fazer o gol", afirmou o treinador, em entrevista coletiva.

Com a atuação pobre do ataque, o Santos não conseguiu finalizar ao gol do Independiente. A situação foi minimizada por Cuca. Irritado com o questionamento sobre a falta de poder de fogo do ataque na noite de terça-feira, o treinador lembrou até mesmo da derrota por 1 a 0 para o América Mineiro, pelo Campeonato Brasileiro, quando o time era dirigido interinamente por Serginho Chulapa e acabou tropeçando, mesmo tendo finalizado diversas vezes. "Eu lembro do Santos sair do campo com 32 finalizações contra o América e não ganhar. Temos que valorizar o resultado", disse.

Com a igualdade em 0 a 0, o Santos precisa de uma vitória na próxima terça-feira, no Pacaembu, sobre o Independiente, para avançar às quartas de final da Libertadores. Cuca, alertou, porém, que a tarefa da sua equipe não será fácil. "O empate não é o que queríamos, um empate com gols nos deixa fora, mas de qualquer forma é um bom resultado", comentou.

Antes da partida de volta das oitavas de final da Libertadores, o Santos terá um importante duelo pelo Campeonato Brasileiro. No sábado, às 16 horas, receberá o Bahia, na Vila Belmiro, pela 20ª rodada da competição, a primeira do returno.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.