JF Diório/Estadão
JF Diório/Estadão

Cuca reconhece que Corinthians vive 'momento mágico' na temporada

Técnico do Palmeiras admite rival em fase melhor e aponta Flamengo e Santos como os únicos capazes de tirar o título

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

13 de julho de 2017 | 11h00

O técnico atual campeão brasileiro se curvou ao futebol do atual líder da competição. Cuca, do Palmeiras, reconheceu após a derrota para o líder Corinthians, por 2 a 0, no Allianz Parque, que o rival vive um momento especial na temporada e é capaz de conquistar resultados positivos com futebol convincente e muito superior ao dos adversários.

"Eles estão vivendo um momento mágico. O Corinthains se defende a bola vai sempre onde está o zagueiro. É mérito deles. Não se pode negar", afirmou Cuca. O resultado deixou o Palmeiras em sexto lugar e 16 pontos atrás do maior rival. Essa condição desfavorável, segundo o treinador, praticamente acaba com as chances de a equipe faturar o segundo título nacional consecutivo.

Para Cuca, o Corinthians chegou a essa boa fase no ano, de 27 jogos invicto e de liderança folgada na tabela, por ter vencido o Palmeiras em fevereiro. No confronto em Itaquera, pelo Campeonato Paulista, o time alvinegrou ganhou por 1 a 0 com um jogador a menos. "Esse momento do Corinthians começou lá. Tinha uma instabilidade muito grande. Aquele clássico fez eles ganharem confiança. O próprio Jô, que fez o gol, era reserva", afirmou.

O treinador palmeirense afirmou que admira a forma como o Corinthians tem atuado. "Eles têm uma consistência defensiva muito grande, estão acostumados a jogar dessa forma. Tem gente que não gosta, mas eu acho bonito, apesar de ter uma outra forma de jogar. Ano passado deu certo, agora não tem dado. O Corinthians está de parabéns pelo que tem jogado. São eficazes e merecem", comentou.

Cuca disse que o Palmeiras finalizou 14 vezes no jogo, contra somente três do Corinthians. Na opinião dele, mesmo com tamanho favoritismo, a equipe alvinegra ainda não pode se considerar campeã antecipada e precisa ficar atenta com a possível perseguição de Flamengo e de Santos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.