Cuca, sem mágica, promete arrumar Fla

O técnico do Flamengo, Cuca, disse que a recuperação da equipe vai ser gradativa e que não acredita em "magia ou bruxaria" para levar o Flamengo de volta ao caminho das vitórias. "Vai depender de muito trabalho e de alguns reforços", declarou, antes do embarque para o Rio, proveniente de Teresina (PI), onde o Rubro-Negro apenas empatou com o River por 1 a 1, na noite de quarta-feira, pela Copa do Brasil.Cuca quer um zagueiro, um lateral-esquerdo e um meia para compor o elenco e pediu paciência à torcida do Flamengo, depois de sua estréia no clube. "É preciso organizar o time dentro de campo para que haja resultados", disse Cuca, referindo-se em seguida às últimas campanhas do Flamengo em competições nacionais. "Nos últimos três anos, o time lutou para fugir do rebaixamento. Dois meses atrás, o clube estava nessa briga e agora tenho à disposição entre os titulares somente quatro atletas que defenderam o Flamengo no Brasileiro de 2004." Ele enfatizou que a maioria do grupo hoje é composta por atletas recém-promovidos das categorias de base. Por isso, não prevê resultados imediatos.

Agencia Estado,

17 de fevereiro de 2005 | 18h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.