Pedro Souza/Atlético-MG
Pedro Souza/Atlético-MG

Cuca admite título do Brasileirão encaminhado ao Atlético-MG, mas alerta: 'Gritar na hora certa'

Com dez pontos de vantagem faltando sete rodadas para o fim, time mineiro está cada vez mais próximo de voltar a vencer a competição após 50 anos de jejum

Redação, Estadão Conteúdo

11 de novembro de 2021 | 12h39

A manutenção da vantagem de 10 pontos sobre o Palmeiras no Brasileirão, com somente sete rodadas para disputar, aumenta a euforia do torcedor do Atlético-MG em voltar a gritar "é campeão". Após 50 anos, o clube está muito perto do feito e até o comedido técnico Cuca admite que "o título está encaminhado." Timidamente, contudo, pede calma.

Nas contas do treinador, 75 pontos são suficientes para a conquista. O time soma 68 e ainda tem três compromissos caseiros: Juventude, Fluminense e Red Bull Bragantino. Basta, portanto, seguir fazendo o dever de casa bem feito - são 13 vitórias seguidas em Belo Horizonte pelo Brasileirão e 40 na temporada.

"Lógico que o título está encaminhado. Nós também somos realistas, está encaminhado, mas ainda não é", enfatiza o treinador. "Então, é como eu já falei antes, esperou tanto tempo, vamos esperar mais um pouco. A gente grita na hora certa", cobra.

O treinador foi bastante ovacionado após a vitória por 3 a 0 sobre o Corinthians e festejou como um menino, correndo de um lado para o outro após fazer o sinal da cruz e se benzer. Depois da frustração de perder a final da Libertadores com o Santos, no começo do ano, agora ele tenta se conter prestes a conquistar um novo grande título.

"Faltam sete jornadas, o Palmeiras está dez pontos atrás, faltam 21 pontos. O Flamengo fica oito atrás se vencer os dois jogos atrasados. Tem confronto direto. Pode ter certeza que no dia que acontecer eu falo ‘a gente é campeão’. Mas falta um pouco. Não sei se são sete, oito ou nove pontos, mas faltam. E a gente tem que buscar", diz.C

O título está perto e a equipe já garantiu a primeira vaga brasileira na edição 2022 da Copa Libertadores. Mesmo na final da Copa do Brasil, já se garantiu pelo Nacional.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.