Werther Santana/Estadão
Werther Santana/Estadão

Cuca valoriza vitória magra do Palmeiras: 'Atlético-GO era um jogo perigoso'

Para treinador, confrontos em que o time é considerado favorito são mais difíceis para preparar e manter o elenco concentrado

Ciro Campos, O Estado de S. Paulo

22 de junho de 2017 | 07h00

O técnico Cuca, do Palmeiras, disse nesta quarta-feira não se importar com a vitória pelo placar mínimo sobre o Atlético-GO, batido por 1 a 0 pelo Campeonato Brasileiro, no Allianz Parque. Na opinião dele, jogos como este, em que uma equipe é amplamente favorita e a outra é tida como zebra, são muito mais difíceis para preparar o elenco e evitar o relaxamento criado pelo excesso de confiança.

"Nesse tipo de jogo ninguém vem preparado para ganhar de 1 a 0, todo mundo quer fazer três ou quatro gols. É o maior risco que tem este. Se você toma um gol e o Atlético-GO é organizado, o Doriva é bom treinador, você vê a torcida impaciente e nem vira o jogo. Se a gente venceu por 1 a 0 hoje, está ótimo. Mais três pontos", afirmou Cuca, que levou o clube à segunda vitória consecutiva.

A sequência é inédita neste Brasileiro e fez Cuca relembrar que nos últimos quatro jogos, fora três vitórias e apenas uma derrota, sofrida diante do Santos, no clássico da Vila Belmiro. "Quando se vem para um jogo em casa com o Atlético-GO, o torcedor e o elenco não consideram difícil, pensam que é fácil. É natural todo mundo entrar relaxado. Reforcei na preleção que era um jogo perigoso", disse o treinador.

O atacante a capitão do time, Dudu, concorda com esse pensamento. "Às vezes é melhor jogar contra o Cruzeiro do que contra o Atlético-GO, porque os caras vêm para jogar de igual para igual", afirmou. "É difícil jogar contra time assim, eles vêm só para marcar, vem para o contra-ataque", completou.

O treinador comemorou também o feito de Borja. O colombiano não atuava como titular desde a vitória por 3 a 1 sobre o Tucumán, pela Copa Libertadores, no dia 24 de maio, e marcou o gol da vitória. "Ele tem um estilo próprio, mais tímido. Por mais que a gente converse, não dá para querer que todos sejam da mesma forma", explicou. Borja tinha feito gols pelo Brasileiro apenas na estreia, contra o Vasco, quando anotou duas vezes.

O Palmeiras volta a campo no próximo domingo. O adversário pelo Campeonato Brasileiro será a Ponte Preta, em Campinas. Nesta quinta-feira o time volta aos treinos na Academia de Futebol, com jogo-treino dos reservas contra o São Caetano e a apresentação do volante Bruno Henrique.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.