Israel Simonton/Ceará SC
Israel Simonton/Ceará SC

Cuca vê empate 'injusto' e diz que Ceará mereceu vencer Santos

Time da Baixada Santista empatou por 1 a 1 no Presidente Vargas em jogo antecipado da 20ª rodada do Brasileirão

Estadão Conteúdo

09 Agosto 2018 | 00h13

O técnico Cuca reconheceu na noite desta quarta-feira que o Santos deixou novamente a desejar em campo, no empate por 1 a 1 com o Ceará, em jogo antecipado da 20ª rodada do Brasileirão. Para o treinador, o placar foi "injusto" por não refletir a superioridade dos anfitriões, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza.

"Foi um placar injusto na minha maneira de ver. Vocês sabem como é futebol, tem que converter tuas chances, principalmente contra equipes grandes. Em uma chance, você acaba tomando o gol. E foi assim com o Ceará", disse Cuca, se dirigindo aos jornalistas, ao fim da partida.

Na avaliação do treinador, o rival dominou o Santos ao longo de toda a partida e poderia ter saído de campo com a vitória. "O Ceará foi muito melhor no primeiro tempo, depois um pouco melhor. No geral, o Ceará foi melhor no geral e merecia, mas conseguimos empatar no final, numa das poucas chances que tivemos", comentou.

"Poderíamos ter saído na frente mesmo sem jogar bem, com Bruno Henrique, mas o Ceará jogou melhor e mereceu vencer. Está com moral, ganhou três depois da Copa do Mundo. Estão confiantes. Empate nos cai bem porque a gente sai da zona do rebaixamento, mesmo por um ponto. Emocionalmente é importante, mas temos que melhorar muito", disse o treinador.

Em seu terceiro jogo no comando do Santos, Cuca reconheceu que o time vem apresentando uma sequência fraca de apresentações. "Não estamos jogando bem, verdade, jogamos contra Botafogo e Ceará, adversários diretos fora. Não são ótimos, mas não são ruins. Se fizermos dever de casa, pontos vão encorpar lá na frente. E temos que buscar a primeira vitória no Independência", afirmou, ao projetar o confronto contra o Atlético-MG, domingo, em Belo Horizonte.

"Vai ser tão difícil ou mais que hoje, e depois tem Independiente lá na frente, mais difícil ainda. Estamos passando por esse momento de troca de jogadores em meio a competições importantes", disse Cuca, ao pedir paciência à torcida em relação aos reforços da equipe.

O time paulista acumulou a sétima partida seguida sem vitória (seis pelo Brasileirão e uma pela Copa do Brasil). O empate mantém o Santos próximo da zona de rebaixamento, em 15º lugar, com os mesmos 18 pontos da Chapecoense, o 17º.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.