Jaime Saldarriaga/Reuters
Jaime Saldarriaga/Reuters

Cuca vê 'gana de campeão' em vitória do Cruzeiro sobre o Once Caldas

Triunfo na Colômbia por 2 a 1 foi grande passo para classificação às quartas da Libertadores

AE, Agência Estado

28 de abril de 2011 | 09h46

O Cruzeiro venceu o Once Caldas por 2 a 1, na noite da última quarta-feira, em Manizales, na Colômbia, e deu grande passo para se classificar às quartas de final da Copa Libertadores da América. Após o duelo, o técnico Cuca valorizou o que chamou de "gana de campeão", postura que ele viu o time apresentar apenas no segundo tempo do duelo diante do rival colombiano.

"Lógico que estou feliz, mas fiquei chateado por levar o gol no minuto 44 (da etapa final). Temos que valorizar os gols que fizemos. Temos que jogar querendo ser campeões da competição. E no primeiro tempo ficamos muito atrás, sem aquela gana de ser campeão. No segundo tempo criamos chances, fizemos os gols. As duas primeiras trocas que fizemos foram muito boas. O Ortigoza entrou muito bem, deu passe para o gol, fez o outro. Lamento apenas pelo gol que levamos, mas temos que dar méritos ao Once Caldas, pela pressão que eles exerceram no final", analisou o treinador.

Com o triunfo por 2 a 1, o Cruzeiro poderá até perder por 1 a 0 no confronto de volta, que mesmo assim irá avançar às quartas de final, já que marcou dois gols na casa do adversário. Com a boa vantagem, Cuca não escondeu o otimismo na conquista da vaga na próxima fase, até pelo fato de que jogará com forte apoio dos cruzeirenses em Sete Lagoas (MG). "A nossa torcida vai fazer a diferença. É hora de o torcedor dar aquele apoio que tem dado na Libertadores", disse.

E o triunfo do Cruzeiro diante do Once Caldas foi especial também pelo fato de que nunca um time brasileiro havia vencido o adversário em um jogo da Libertadores em Manizales. Campeã do torneio continental em 2004, quando eliminou Santos e São Paulo em sua campanha, a equipe colombiana só foi derrotada duas vezes em sua casa na competição, na qual ostenta um retrospecto de 13 vitórias e 10 empates nos outros duelos que disputou em seus domínios.

"O primeiro (time brasileiro) que ganha aqui (na Colômbia). Sabíamos que aqui é duro. Os caras jogaram o jogo da vida, num campo molhado, encharcado, pesado. E nós jogamos no nosso limite. Estamos de parabéns, e conseguimos essa vitória para a nossa torcida", disse Cuca.

O outro único time a ter conseguido superar o Once Caldas em Manizales na história da Libertadores foi o Universidad San Martín, do Peru, que surpreendeu ao vencer por 3 a 0 na primeira fase da atual edição da competição.

Veja também:

linkJOGO - Leia como foi Once Caldas 1 x 2 Cruzeiro

linkArtilheiro da Libertadores, Wallyson comemora boa fase

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.