Matilde Campodonico/AP
Matilde Campodonico/AP

Cuca vê situação muito difícil, mas aposta em treino no Palmeiras

Técnico explica derrota para o Nacional no Uruguai

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

18 de março de 2016 | 07h00

O técnico Cuca estreou com derrota por 1 a 0 para o Nacional-URU, nesta quinta-feira, e viu a situação do Palmeiras se complicar na Libertadores. O resultado em Montevidéu fez com que o time alviverde não dependesse mais de suas forças para avançar na competição, mesmo assim, o treinador ainda acredita que os treinamentos podem fazer a diferença.

“É difícil, não podemos enganar o torcedor, mas vamos ter duas semanas de trabalho e vamos trabalhar”, disse o treinador, lembrando que o Palmeiras volta a jogar pela Libertadores no dia 6 de abril, contra o Rosario Central, na Argentina. Em relação a partida, Cuca lamentou a fraca atuação na primeira parte do jogo. “Não era o que a gente queria e pelo que fizemos, foi uma derrota merecida”.

Sobre o jogo com o Rosario, o treinador acredita que será ainda mais complicado do que foi contra o Nacional. “Temos que ganhar seis pontos do Rosario, que é mais time do que o Nacional. Tecnicamente é uma equipe que sabe se impor e joga com muita intensidade”, analisou.

Apesar da derrota e da má atuação, Cuca viu coisas positivas na atuação do Palmeiras. “Valeu pela entrega dos jogadores e a vontade de buscar resultado. A gente não pode deixar isso para trás. O Gabriel Jesus mostrou que tem que ser titular e são coisas que vou levar”.

O elenco do Palmeiras volta para São Paulo no começo da tarde desta sexta-feira e no domingo enfrenta o Osasco Audax, pelo Campeonato Paulista, em Osasco. “Vamos com calma e agora é nos preparar para o jogo de domingo. O time é formado há um ano e meio e ainda não é um time maduro, que sabe tudo. Tem que buscar identidade e jogar em cima disso.”

 

Tudo o que sabemos sobre:
PalmeirasFutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.