Fabio Motta/ Estadão
Fabio Motta/ Estadão

Cuéllar minimiza más atuações do Flamengo, mas admite: 'Estamos frustrados'

Equipe ficou no empate por 1 a 1 diante do rival, na última quinta-feira

Estadao Conteudo

13 Outubro 2017 | 20h10

O Flamengo segue sem convencer na temporada 2017 e a má fase já começa a atingir os jogadores. Se antes o discurso era de exaltar os pontos positivos da equipe, o empate por 1 a 1 diante do Fluminense, na última quinta-feira, após outra atuação não mais do que razoável, fez com que as opiniões mudassem. Nesta sexta-feira, o colombiano Cuéllar admitiu: "Estamos frustrados".

+ Marlon celebra 'melhor jogo da carreira' em Fla-Flu e espera se firmar

+ Rueda lamenta gol contra e cobra maior eficiência do ataque do Flamengo

"Estamos frustrados pelos resultados, mas isso deve servir de lição para trabalharmos mais ainda. Temos que dar 100% e procurar mais os resultados, mas a consciência dos jogadores está limpa porque nos esforçamos dia a dia para conquistar os objetivos", declarou.

Por mais que reconhecesse a falta de resultados positivos, Cuéllar discordou que as atuações recentes do time rubro-negro sejam preocupantes. "A torcida tem o direito de cobrar. Nosso elenco é muito bom. Mas não acho tão ruim o ano do Flamengo porque ainda não acabou. Estamos procurando até o final do ano ficar entre os quatro primeiros."

Independente do discurso dos atletas, o certo é que a pressão da torcida está cada vez maior. Para minimizá-la, a vaga na Libertadores do ano que vem será necessária. Na sétima colocação do Campeonato Brasileiro, o Flamengo ficaria hoje com a última vaga na competição continental. Por isso, um triunfo diante da Chapecoense neste domingo, na Arena Condá, é necessário.

+ Treze torcedores são detidos após briga que antecedeu Fla-Flu no Rio

"Somos um time grande, temos que propor o jogo em qualquer lugar onde formos jogar e não pode ser diferente em Chapecó. Precisamos conquistar os três pontos para nos aproximarmos da vaga direta para a Libertadores, que é um objetivo nosso. Não será fácil, pois a Chapecoense é um bom time e também tem sua luta, mas o Flamengo lutar pelos objetivos", disse Cuéllar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.