Alexandre Vidal/Flamengo
Alexandre Vidal/Flamengo

Cuéllar vê Fla forte, mas avisa: 'Investimento não garante que ganharemos tudo'

'Em campo são 11 contra 11', afirma volante ao comentar contratações de Arrascaeta e Gabriel

Redação, Estadão Conteúdo

18 de janeiro de 2019 | 17h51

O volante Cuéllar se mostrou animado sobre as chances do Flamengo de ser campeão em 2019. Com um elenco estrelado e recheado pelas contratações de Arrascaeta e Gabriel, o jogador admitiu a força da equipe para a temporada às vésperas da estreia no Campeonato Carioca, domingo no Maracanã, contra o Bangu, mas alertou que apenas o investimento não trará troféus ao clube.

"Independentemente do rival, o Flamengo sempre entra nos jogos com a obrigação de ganhar os três pontos. O investimento não garante que a gente vai ganhar tudo, em campo são 11 contra 11. Mas vamos entrar com a camisa do Flamengo e isso é uma responsabilidade muito grande", declarou.

Cuéllar comentou sobre a recepção de Arrascaeta e Gabriel e garantiu que ambos já se integraram ao elenco rubro-negro. "Foi tranquilo, igual recebemos o Rodrigo (Caio) e os atletas que chegaram no ano passado. Estamos muito unidos. Os dois têm muita qualidade e o time vai precisar deles. Esperamos que sejam muitos felizes aqui no Flamengo."

Sobre o início de temporada, o volante colombiano informou que o técnico Abel Braga realizará um rodízio nas primeiras rodadas do Carioca. Por isso, quem encarar o Bangu provavelmente não vai estar em campo na segunda partida da competição, contra o Resende, na quarta que vem.

"O professor foi sempre muito direto e falou tudo o que quer para a gente. Falou que o time que irá jogar no domingo será diferente do da quarta. Todos estão prontos para jogar. Se eu puder atuar no domingo, espero que seja a melhor estreia possível. Se não jogar, quero apoiar os meus companheiros", comentou.

 

 

Mais conteúdo sobre:
Flamengofutebol

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.