Werther Santana/AE
Werther Santana/AE

Culpa é do Corinthians se título não vier, diz Andrés

Presidente negou também que esteja disposto a pagar incentivo financeiro ao Guarani para ganhar do Flu

AE, Agência Estado

29 de novembro de 2010 | 09h58

O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, preferiu ser realista a ficar lamentando resultados de outros jogos ao comentar a situação do clube antes da última rodada do Campeonato Brasileiro. Após a vitória da equipe por 2 a 0 sobre o Vasco, no último domingo, no Pacaembu, o dirigente ressaltou que, se o time não conseguir levar o título, a culpa será exclusivamente dele próprio.

Veja também:

linkTite lamenta não poder depender apenas de si por título

linkCorinthians aposta no improvável para ficar com o título do Brasileirão

Andrés negou também que esteja disposto a pagar um incentivo financeiro ao Guarani, já rebaixado para a Série B, na partida contra o líder Fluminense, no próximo domingo, no Engenhão, no Rio. "Eu não vi nenhum presidente falar isso, mas que existe ''mala branca'' existe. Eu nunca vi também, isso é coisa de jogador, mas eu não tenho caixa 2 no meu clube... Todo dia alguém quer saber alguma coisa do Corinthians, então, por mais que a minha situação financeira esteja boa, ninguém vai pôr dinheiro do bolso. Então eu prefiro incentivar o meu clube, meu jogador. Nós temos de fazer a nossa parte e os outros fazem o que acharem melhor", disse o dirigente, em entrevista coletiva no Pacaembu.

O mandatário corintiano, porém, garantiu que não perdeu a fé no título brasileiro e citou outros resultados surpreendentes para acreditar que o Guarani pode alcançar ao menos um empate no Engenhão. O Corinthians será campeão se superar o Goiás, no Serra Dourada, e o Fluminense não vencer seu último duelo na competição.

"É futebol. Quem esperava, com todo o respeito, que a gente fosse perder para o Atlético Goianiense em casa? Quem esperava que o Goiás fosse empatar com o Fluminense no Engenhão? É futebol, e apesar de muita gente falar que existe resultado combinado, marmelada, eu não acredito. Hoje eu já quero ir embora do Corinthians normalmente, se souber disso (de manipulação de resultados) eu vou embora mais rápido", reforçou Andrés.

Em seguida, ao falar sobre a atitude que os clubes terão na rodada final do Brasileirão, o dirigente disse que o próprio Corinthians precisa ser responsabilizado se não conquistar o título no próximo domingo. "Cada um sabe a consciência que tem. Pau que bate em Chico, bate em Francisco. Se o Corinthians ganhar e não for campeão no domingo a culpa é só do Corinthians", admitiu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.