Cúpula do futebol chinês depõe sobre caso de corrupção

Os principais dirigentes da Associação Chinesa de Futebol (CFA, na sigla em inglês) prestaram depoimento à polícia sobre o caso de manipulação de resultados e corrupção no futebol do país. Desde o mês passado, pelo menos 21 pessoas, entre jogadores e dirigentes, foram presas por suposto envolvimento no escândalo.

AE-AP, Agencia Estado

21 de janeiro de 2010 | 11h47

Nan Yong, que assumiu a presidência da CFA há cerca de um ano, foi um dos interrogados nos últimos dias, assim como Yang Yimin e Zhang Jianqiang, dois vice-presidentes da entidade. A polícia chinesa não deu maiores detalhes sobre as investigações do caso e nem esclareceu qual o envolvimento dos três dirigentes.

O futebol é muito popular na China, mas a seleção do país tem papel modesto no cenário mundial - ocupa apenas o 93º lugar no ranking da Fifa. Os chineses, inclusive, não conseguiram classificação para disputar a Copa do Mundo da África do Sul.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolChina

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.