Alessandro Della Bella/EFE
Alessandro Della Bella/EFE

Curitiba tem corrida apertada contra o tempo, diz Jérôme Valcke

Apesar do voto de confiança, dirigente alerta sobre o tempo restante

Agência Estado

18 de fevereiro de 2014 | 15h53

SÃO PAULO - Diante do atraso na entrevista coletiva que daria nesta terça-feira em Florianópolis, o secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, usou a sua conta pessoal no Twitter para confirmar Curitiba como sede da Copa do Mundo. Apesar do voto de confiança, ele alertou que será uma "corrida apertada contra o tempo" para que a reforma da Arena da Baixada esteja pronta para receber a competição em junho.

"Curitiba reconfirmada como sede da Copa, com base nas garantias financeiras, compromisso de todas as partes e progresso feito", escreveu Valcke, através do Twitter. "Será uma corrida apertada contra o tempo e o esforço coletivo de todas as partes envolvidas em Curitiba deve continuar em ritmo forte", completou o dirigente, principal responsável na Fifa pela organização do Mundial no Brasil.

Tinha sido o próprio Valcke que colocou em dúvida a presença de Curitiba na Copa, após a vistoria que fez na Arena da Baixada no mês passado. Na ocasião, ele revelou preocupação com o grande atraso nas obras do estádio e exigiu uma evolução significativa até o dia 18 de fevereiro, quando seria tomada uma decisão sobre a permanência ou não da capital paranaense entre as 12 sedes do Mundial.

Diante dessa ameaça, o governo do Paraná e a prefeitura de Curitiba passaram a atuar mais ativamente junto com o Atlético-PR, proprietário do estádio, na condução da reforma. Assim, houve um aumento no efetivo de operários e os envolvidos foram atrás de mais recursos financeiros para finalizar a obra. Aí, nesta terça-feira houve uma nova vistoria, que convenceu a Fifa a apostar na Arena da Baixada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.