Washington Alvez/AP
Washington Alvez/AP

Da irritação à euforia em uma semana, Dudu se emociona com classificação à final: 'É um sonho'

Atacante marcou o gol do empate por 1 a 1 com o Atlético-MG que garantiu o Palmeiras em mais uma decisão de Libertadores

Ricardo Magatti, O Estado de S.Paulo

29 de setembro de 2021 | 00h14

Em uma semana, Dudu foi da irritação por ter sido substituído depois de um jogo ruim à euforia por ter marcado o gol de empate por 1 a 1 com o Atlético-MG nesta terça-feira que colocou o Palmeiras em sua segunda final consecutiva de Libertadores. O ídolo palmeirense comentou novamente o episódio do Allianz Parque e deixou claro que não há qualquer problema na relação com Abel Ferreira ao elogiar a estratégia do treinador português.

"A gente sabia que poderia ter dado mais, eu poderia ter dado mais. Sai bravo com a situação que o time estava. Sabemos da nossa qualidade, do que tínhamos que ter jogado, mas é parte da estratégia do Abel. Tudo é pensado", ressaltou o atacante sobre a irritação exibida na semana passada.

Dudu disse que a classificação à final, para ele, é "um sonho". Ele se emocionou na saída do gramado porque vai jogar sua primeira decisão de Libertadores. O jogador chegou ao clube em 2015, mas participou apenas na fase de grupos da campanha do título da última Libertadores, uma vez que foi emprestado ao Al Duhail, do Catar, antes do fim da fase inicial.

"Estou aqui desde 2015, vivi grandes momentos aqui. Infelizmente tive que sair por problemas que passei fora de campo, mas o torcedor sabe do amor que tenho por esse clube. E eles têm por mim. Espero representar bem essa camisa no dia 27, fazer um grande jogo lá no Uruguai", afirmou, chorando.

Dudu enalteceu o "jogo perfeito na marcação" tanto no empate sem gols na ida, em São Paulo, quanto na igualdade por 1 a 1 nesta terça no Mineirão. Ele marcou aos 22 minutos do segundo tempo completando para as redes a assistência do jovem Gabriel Veron, que acabara de entrar no lugar de Rony.

"Conseguimos o que planejamos la em São Paulo e aqui tivemos as melhores chances", opinou o atleta. "Tomamos o gol hoje e não nos desesperamos. Sabíamos que precisávamos fazer um gol. E graças a Deus fomos recompensados com o jogo perfeito de São Paulo e também aqui", acrescentou.

Garantido na decisão em Montevidéu, no Uruguai, marcada para 27 de novembro, o Palmeiras jogará sua segunda final seguida de Libertadores e buscará o seu terceiro título na história. O adversário será o vencedor do confronto entre Flamengo e Barcelona de Gayaquil, que se enfrentam no Equador nesta quarta. No Maracanã, o time rubro-negro venceu por 2 a 0.

"A gente tem nosso valor. Somos o atual campeão da Libertadores e vamos defender o título no dia 27 (de novembro). Estamos focados pra conquistar esse bicampeonato", reiterou Dudu.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.