Wilton Júnior/Estadão<br>
Wilton Júnior/Estadão

'Da Lupa ignorou aviso sobre Héverton', diz secretária da Lusa

Declaração foi dada em depoimento ao Ministério Público e reforça tese de que escalação do jogador foi feita de propósito

Gonçalo Junior, O Estado de S.Paulo

14 de novembro de 2014 | 23h15

O depoimento de Magda Zumbano, secretária de Manuel da Lupa, ex-presidente da Portuguesa, dado ao promotor público Roberto Senise, no inquérito que investiga o rebaixamento da Lusa em 2013, indica que partiu do ex-mandatário a ordem para que ela ignorasse o e-mail da CBF com o aviso do julgamento do jogador Héverton pelo Superior Tribunal de Justiça desportiva.. "Então guarde e fique quieta", foi essa a ordem que ela diz ter recebido de Manuel da Lupa.

Esse é um dos indícios que reforçam as suspeitas do Ministério Público de que a antiga diretoria da Lusa escalou premeditadamente o meia de forma irregular, o que provocou a punição com a perda de quatro pontos e o rebaixamento do clube para a Série B. Hoje, o clube está na Série C.

De acordo com o depoimento, Magda conta ter recebido o e-mail no dia 3, avisando que o meia seria julgado três dias depois, no dia 6. Dias depois, ela teria sido novamente questionada sobre o presidente. Dessa vez, ele havia perguntado se ela havia recebido alguma comunicação da FPF. Vale lembrar que as comunicações da CBF sobre suspensões e julgamentos são feitas por meio das federações estaduais. A secretária respondeu que "sim" e Manuel Da Lupa teria pedido que o e-mail fosse guardado e ela ficasse em silêncio.

Além de ter sido apontado pelo MP como um dos funcionários da Portuguesa que sabiam do julgamento, Manuel da Lupa também é investigado pela Comissão de Ética da Portuguesa. No processo interno, ele foi afastado preventivamente de suas funções no órgão. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.