Dagoberto e Washington criam mal-estar por troca de farpas

Zagueiro André Dias procura minimizar 'futebol fominha' dos atacantes são-paulinos na derrota para o Santos

Redação, estadao.com.br

01 de março de 2009 | 18h42

SÃO PAULO - A derrota para o Santos por 1 a 0 deixou um clima tenso no São Paulo, principalmente pelas atuações 'fominhas' de Washington e Dagoberto, que pouco trocaram passes ao longo do jogo. Para o zagueiro André Dias, os jogadores procuraram fazer o melhor em campo e não demonstraram vaidade.  Veja também: Dagoberto e Washington criam mal-estar por troca de farpas Santos derrota São Paulo por 1 a 0 e coloca fim em tabu Ouça o gol do jogo pela Rádio Eldorado/ESPN Dê seu palpite no Bolão Vip do Limão  Paulistão 2009 - Tabela e classificação Aos 32 minutos do segundo tempo, Dagoberto passou por três zagueiros e entrou na área do Santos. Ele tinha Washington livre, mas preferiu chutar e perdeu o gol. "Eu não gosto de coisas que ele [Washington] faz, e não saio falando. Então ele não precisa reclamar que eu não passei. Eu tentei chutar na cara do gol. Perdi, acontece." André Dias minimizou as falas de Dagoberto. "O São Paulo não é um time de vaidosos", disse o zagueiro. "O Dagoberto não passar para o Washington é normal, faz parte do jogo." O técnico Muricy Ramalho também preferiu evitar uma polêmica. "Ali tudo acontece numa fração de segundo. O Dagoberto tinha de definir o lance, mas ele entrou na área e bateu. O atleta tinha de definir ali, e ele não viu o Washington."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.