Fábio Motta/Estadão
Fábio Motta/Estadão

D'Alessandro e Pottker pegam dois jogos de gancho e desfalcam o Inter

Dupla é punido por incidentes ocorridos no recente duelo com o Flamengo

Estadão Conteúdo

17 Maio 2018 | 15h58

O Internacional não poderá contar com o meia argentino D'Alessandro e o atacante William Pottker no duelo com a Chapecoense, segunda-feira, no Beira-Rio, pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro. Nesta quinta-feira, eles foram julgados pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e suspensos por dois jogos em função de incidentes ocorridos no recente duelo com o Flamengo.

+ Odair Hellmann celebra empate e elogia organização defensiva do Internacional

Apesar da punição, o Inter ainda conseguiu uma vitória no julgamento, pois ambos haviam sido indiciados por agressão. O advogado do time gaúcho, Rogério Pastl, conseguiu a desclassificação para ato hostil, que possui pena menor. E ambos foram suspensos por dois duelos.

William Pottker, expulso por dar uma cabeçada em Vinícius Júnior, já cumpriu um jogo de suspensão no clássico com o Grêmio, no sábado. Com isso, cumprirá o segundo duelo do gancho no confronto com a Chapecoense.

"Na verdade tudo iniciou com o Renê e eu como minha equipe estava perdendo quis colocar a bola em jogo. Três jogadores partiram para cima de mim e o Vinícius Junior veio com palavras de baixo calão e, talvez meu movimento com a cabeça tenha levado a expulsão. Mas não me lembro de ter acertado ele. Talvez para revidar as palavras do Vinicius Júnior fazendo o movimento, mas em nenhum momento eu o atinjo. Foi muito rápido o lance e eu não senti. Se encostei nele foi o cabelo. Pela minha memória tenho certeza que não encostei nele", explicou o atacante, durante o julgamento.

D'Alessandro, por sua vez, atingiu o rosto de Lucas Paquetá na sequência da expulsão de Pottker. O argentino não recebeu cartão vermelho durante o duelo, sendo denunciado pela imagem de vídeo do lance. Com isso, o meia, que já havia ficado de fora do Gre-Nal por causa de desconforto muscular, também vai perder o duelo com a Chapecoense e o compromisso seguinte no Brasileirão, diante do Corinthians. O departamento jurídico do Inter, porém, pode recorrer ao Pleno do STJD contra as punições.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.