Ivan Storti/Divulgação
Ivan Storti/Divulgação

Damião consegue liminar na Justiça para rescindir com o Santos

Atacante alega atrasos do clube no FGTS e pagamento de salários

O Estado de S. Paulo

10 de dezembro de 2015 | 15h52

O empresário do atacante Leandro Damião, Vinícius Prates, conseguiu nesta quinta-feira uma liminar na Justiça e rescindiu o vínculo do jogador com o Santos, clube que o contratou em janeiro de 2014 por R$ 41 milhões. O atleta atuou na temporada 2015 emprestado ao Cruzeiro e agora, liberado do clube da Vila Belmiro, viaja para tirar férias em Porto Alegre, onde deve assinar com o Inter, time em que começou a carreira.

Em nota oficial, o Santos confirmou a decisão da Justiça. "O atacante Leandro Damião conseguiu uma liminar em Brasília, e o clube não comenta decisões judiciais. O departamento jurídico trata o assunto", diz o texto. Damião deixou a equipe no começo de 2015, quando alegou atrasos salariais. Logo depois, transferiu-se para o Cruzeiro.

O advogado do atacante, Roberto Siegmann, é ex-dirigente do Inter e acionou a Justiça contra o Santos ao alegar atrasos no pagamento de salários, direitos de imagem e recolhimento de FGTS. Em junho deste ano Damião também acionou a Justiça para tentar rescindir com o time paulista, mas houve recurso, que ainda não foi julgado.

Mesma com o contrato rescindido, o Santos não está livre de quitar o pagamento pelo jogador. A compra de Damião em 2014 veio com recursos do fundo financeiro Doyen Sports, em contrato que prevê o pagamento de 10% anuais de juros.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.