Miguel Schincariol/Estadão
Miguel Schincariol/Estadão

Damião marca após críticas e decide vitória santista

Com a vitória, time paulista vai a 42 pontos, ultrapassa o Fluminense e assume a sétima posição no Campeonato Brasileiro

Daniel Batista, O Estado de S. Paulo

09 de outubro de 2014 | 21h32

O Santos cumpriu o dever de casa e, mesmo desperdiçando várias oportunidades de gol, conseguiu derrotar o Bahia por 1 a 0, na Vila Belmiro, alcançando a terceira vitória consecutiva. O time se manteve na cola dos primeiros colocados e, mais do que isso, conseguiu um resultado positivo com gol de Leandro Damião, que tem mais uma chance de finalmente embalar e dar a resposta que a torcida santista tanto espera. 

O início do jogo mostrou um Santos aniquilador contra um assustado Bahia. Mesmo com o time muito desfalcado, sem jogadores como Robinho e Aranha, e Enderson Moreira levando a campo a décima formação diferente em dez jogos, a equipe da casa tocava a bola rapidamente e chegava com facilidade ao gol de Marcelo Lomba. Patito e Cicinho aproveitaram bem os espaços deixados pelos laterais e logo aos dez minutos o Alvinegro abriu o placar.

Patito, o substituto de Robinho – que está com a seleção brasileira –, fez boa jogada pela esquerda e cruzou na cabeça de Leandro Damião, que não vive uma relação das mais amistosas com a torcida, mas ontem conseguiu dar um pouco do que os torcedores esperam dele. O atacante desviou de cabeça e fez seu quarto gol no Brasileiro.

A impressão era que o Santos iria golear e conquistar a terceira vitória consecutiva sem grandes sustos. De fato, Vladimir foi um mero espectador na maior parte do tempo, mas muito mais por falta de qualidade do esforçado time do Bahia do que por mérito da equipe alvinegra. Na frente, Geuvânio, Lucas Lima e o próprio Patito apostavam na velocidade e acabavam errando o último passe. 

CHANCES PERDIDAS
No segundo tempo, os dois times diminuíram o ritmo e ainda conseguiram acertar uma bola na trave cada. O Bahia se manteve sem dar trabalho para Vladimir, enquanto o Santos abusava das oportunidades perdidas.

Além do chute na trave de Geuvânio, Gabriel, Leandro Damião e Lucas Lima tiveram a chance de ampliar a vantagem diante de uma defesa estabanada e que cometia erros banais, mas, por excesso de confiança ou preciosismo, deixaram de ampliar o placar e ter uma vitória bem mais tranquila. 

O Bahia mostrava vontade, mas tinha muita dificuldade para trocar uma sequência de passes sem erros. Arouca e Souza fecharam bem o meio de campo e praticamente anularam as principais jogadas do adversário. 

Aos 25 minutos, um fato raro. Damião foi substituído por Leandrinho e deixou o campo aplaudido. Mais do que o gol e a boa atuação de ontem, os santistas aplaudiram o atacante esperando por dias melhores para ele.

Nos minutos finais, o Bahia se encheu de coragem e pressionou o Santos. Faltou muito pouco para os santistas levarem o empate.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 1 X 0 BAHIA

SANTOS - Vladimir; Cicinho, Edu Dracena, David Braz e Caju; Arouca, Souza, Lucas Lima e Patito Rodríguez (Gabriel); Geuvânio (Rildo) e Leandro Damião (Leandrinho). Técnico - Enderson Moreira.

BAHIA - Marcelo Lomba; Railan, Lucas Fonseca, Demerson e Pará; Fahel (Diego Macedo), Rafael Miranda, Léo Gago (Marcos Aurélio) e Emanuel Biancucchi; William Barbio (Maxi Biancucchi) e Kieza. Técnico - Gilson Kleina.

GOL - Leandro Damião, aos 10 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Jean Pierre Gonçalves (RS).

CARTÕES AMARELOS - David Braz (Santos); Kieza (Bahia).

RENDA - R$ 141.420,00.

PÚBLICO - 6.184 pagantes.

LOCAL - Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCEC BahiaBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.