Damião marca e Santos ganha na estreia de Enderson Moreira

O zagueiro David Braz, duas vezes, e Leandro Damião fizeram os gols do time santista, no estádio do Pacaembu

Vítor Marques, O Estado de S. Paulo

06 Setembro 2014 | 20h37

O Santos derrotou o Vitória neste sábado à noite, no primeiro jogodo técnico Enderson Moreira. Leandro Damião, que voltou a ser titular, marcoue, quem diria, ouviu a torcida gritar seu nome depois que ele fez o último golda vitória por 3 a 1.

Aos 29 minutos do segundo tempo, o atacante aproveitou asobre de uma bola e, dentro da área, não perdoou. O gol foi num momentoimportante porque o Vitória havia feito um gol e o jogo estava 2 a 1 para oSantos.

Damião, no entanto, parecia que vivia outro de tantos jogosruins. Antes de ele marcar seu gol, ele havia perdido uma chance inacreditável.

O goleiro do Vitória, Roberto Fernández, havia soltado abola num chute de Souza e ficado de joelhos no chão. Damião tinha o gol livre,mas isolou a bola em direção ao portão de entrada do Pacaembu.

Vieram as vaias e os protestos de boa parte dos 14 miltorcedores que foram ao estádio. Naquele momento, as críticas ao atacante só nãoforam mais pesadas porque David Braz havia aberto o placar logo no início dosegundo tempo.

Enderson Moreira manteve Damião em campo, o atacante perdeuchance até, enfim, comemorar seu gol, apenas o segundo gol dele no CampeonatoBrasileiro. Aos 41 do segundo tempo, Damião foi substituído e saiu de campoaplaudido.

A escalação de Damião como titular foi a principal mudançasde Enderson em relação aos últimos jogos do time comandado por Oswaldo deOliveira. Recuperar o atacante que custou R$ 40 milhões é questão de honra dadiretoria.

Enderson escalou três atacantes, mas o time sentiu muito afalta de um armador, principalmente no primeiro tempo. E claro que Robinho fezmuita falta.

Todos os gols saíram na segunda etapa. David Braz fez, decabeça, dois gols após cobranças de escanteios, a 1 e aos 6 minutos. Lucas Limatambém teve uma boa atuação.

O Santos melhorou no segundo tempo e passou a criar maischances de gol e mereceu a vitória que levou o time aos 26 pontos.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 3 X 1 VITÓRIA

SANTOS - Aranha; Cicinho, Edu Dracena, David Braz e Zé Carlos; Arouca, Souza e Lucas Lima; Gabriel (Alan Santos), Thiago Ribeiro (Rildo) e Leandro Damião (Geuvânio). Técnico: Enderson Moreira.

VITÓRIA - Roberto Fernández; Nino, Luiz Gustavo, Ednei e Juan; Neto Coruja, Richarlyson (Guillermo Beltrán), Marcinho e Caio (Luís Aguiar); Willie e Dinei. Técnico: Ney Franco.

GOL - David Braz, a 1 e aos 6, Dinei, aos 19, e Leandro Damião, aos 19 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Felipe Gomes da Silva (PR).

CARTÕES AMARELOS - Edu Dracesa (Santos); Roberto Fernández; Luiz Gustavo, Nino Paraíba, Matheus Salustiano (no banco de reservas), Ednei e Juan (Vitória).

RENDA - R$ 273.930,00.

PÚBLICO - 14.205 pagantes.

LOCAL - Estádio do Pacaembu, em São Paulo.

Notícias relacionadas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.