Danelon também é expulso do sindicato

O Sindicato dos Árbitros de Futebol do Estado de São Paulo teve duas baixas durante a semana. Na terça-feira, dia 27 de setembro, a entidade decidiu excluir de seus quadros Edilson Pereira de Carvalho, por conta das denúncias publicadas na revista Veja que o apontaram como um dos principais envolvidos em esquema de fabricação de resultados. No sábado, foi a vez de Paulo José Danelon ser desligado da Safesp, também por ser suspeito de fazer parte do grupo que interferia em partidas que interessavam a apostadores de loterias não-oficiais. As duas decisões foram tomadas por Sérgio Corrêa da Silva, presidente do Sindicato, que pediu também ao Departamento Jurídico para acompanhar os dois casos e tomar medidas que considere necessárias. O dirigente sindical convocou reunião do Conselho de Ética para ouvir o bandeirinha Nelson Souza Góis, que não atua desde que, no começo do ano, anulou gol de Basílio para o Santos em jogo com o Guarani. Aquela partida estaria no esquema das apostas e, por coincidência, Góis não foi mais escalado.

Agencia Estado,

02 de outubro de 2005 | 20h47

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.