Daniel Alves critica Pepe e rechaça amizade com o rival

O clima entre o lateral-direito brasileiro Daniel Alves, do Barcelona, e o zagueiro luso-brasileiro Pepe, do Real Madrid, voltou a esquentar na primeira partida da decisão da Supercopa da Espanha, no último domingo, que terminou empatada em 2 a 2. Os dois jogadores se estranharam, o que já havia acontecido na primeira partida da semifinal da Liga dos Campeões da Europa do ano passado.

AE, Agência Estado

16 de agosto de 2011 | 11h59

Daniel Alves não escondeu a revolta com o rival madrilenho, criticou seu estilo de jogo e disse que eles não são e nem serão amigos. "Ele joga excessivamente forte. Creio que não deveria fazer esse tipo de coisa, por ele e pelo bem dos outros. Com tudo isso, está claro que Pepe e eu não somos e nem seremos amigos por enquanto", declarou, em entrevista ao jornal espanhol AS.

Com isso, o clima de rivalidade para a segunda partida da decisão só aumenta. Barcelona e Real Madrid voltarão a se enfrentar nesta quarta-feira, desta vez no Camp Nou. Apesar do time catalão ter empatado fora de casa, o lateral brasileiro não acredita em favoritismo.

"Não há nada disso. Nas partidas entre Barça e Real Madrid nunca há favorito, mas tenho que reconhecer que temos uma certa vantagem. Eles jogaram com muitíssima intensidade, movimentando-se muito rápido e gerando muitas chances de gol", avaliou.

Se o Barcelona já conta com a vantagem, tem outro fator a seu favor para a decisão. Contratado no último domingo, o meia Fabregas pode fazer sua estreia nesta quarta-feira. "Me alegro muito que tenhamos fechado com um jogador como ele, reconhecido no mundo inteiro. Ele nos trata grandes coisas e lhe daremos uma calorosa recepção", afirmou Daniel Alves.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolBarcelonaDaniel AlvesPepe

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.