Frank Augstein/AP Photo
Frank Augstein/AP Photo

Daniel Alves e Marcelo são os únicos brasileiros eleitos em time ideal da Fifa

Seleção ainda conta com Messi e não tem Salah, que concorreu ao prêmio de melhor do mundo, e Courtois, eleito o melhor goleiro

O Estado de S.Paulo

24 Setembro 2018 | 17h10

O laterais brasileiros Daniel Alves e Marcelo foram os únicos dois jogadores brasileiros eleitos como integrantes do time ideal da Fifa e da FIFPro (Federação Internacional dos Jogadores Profissionais de Futebol) eleitos na premiação desta segunda-feira, em Londres, na Inglaterra. Eles entraram em uma equipe que contou com um dupla de zaga formada pelo espanhol Raphael Varane e o espanhol Sergio Ramos, ambos do Real Madrid, mesma equipe de Marcelo, e o goleiro David de Gea, do Manchester United e titular da seleção espanhola.

O time espanhol, por sua vez, dominou esta equipe com um total de cinco dos 11 atletas eleitos. Além dos três nomes do setor defensivo, o meio-campista croata Luka Modric e o atacante português Cristiano Ronaldo, hoje jogador da Juventus, se garantiram na equipe pelo desempenho que exibiram pelo Real Madrid e por suas respectivas seleções principalmente na Copa do Mundo de 2018, na Rússia.

Eleito o melhor jogador do Mundial em solo russo, Modric entrou em um meio-campo que contou também com o francês N'Golo Kanté e com o belga Eden Hazard, ambos do Chelsea e que também tiveram performances destacadas por suas seleções na Copa - o primeiro deles foi eficiente como volante no meio-campo da campeã França e Hazard brilhou como o cérebro da Bélgica na histórica campanha que levou o país ao terceiro lugar da competição.

Já o trio ofensivo eleito, além de Cristiano Ronaldo, contou com o argentino Lionel Messi, do Barcelona, e o francês Kylian Mbappé, este do Paris Saint-Germain e um dos principais nomes do título conquistado pela seleção francesa no Mundial.

Curiosamente, Ronaldo e Messi foram os únicos da seleção de 11 eleitos que não estiveram presentes na premiação desta segunda-feira. E esta honraria do time ideal foi anunciada durante a cerimônia pelo brasileiro Ronaldinho Gaúcho e pelo alemão Michael Ballack, ex-jogador da seleção alemã.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.