Reuters
Reuters

Daniel Alves renova contrato com o Barcelona até 2017

Jogador havia cobrado valorização da diretoria e foi atendido

O Estado de S. Paulo

09 de junho de 2015 | 09h16

Fim da novela: o lateral brasileiro Daniel Alves renovou seu contrato com o Barcelona até junho de 2017, com opção de prorrogação do vínculo por mais uma temporada. Contratado do Sevilla em 2008, o jogador, caso cumpra o contrato até o final, pode completar 10 anos na ala direita do clube catalão. O acordo foi anunciado no site oficial da equipe.

Daniel Alves é o estrangeiro com mais jogos na história do Barcelona: atuou 343 vezes. Entre os títulos conquistados, estão nada menos que 5 Campeonatos Espanhóis, 3 Ligas dos Campeões, 3 Copas do Rei, 2 Supercopas da Europa, 4 Supercopas da Espanha e 2 Mundiais de Clubes da Fifa.

O lateral brasileiro aceitou a última oferta de renovação da diretoria do Barcelona após ter reclamado e dito ter se sentido 'desrespeitado' pelo clube. Questionado no início da temporada, Daniel Alves parecia ter seus dias contados no Barça. Porém, a má fase de seus substitutos, Montoya e Douglas, garantiu o lateral na titularidade. Com Dani Alves, o clube catalão conquistou a tríplice coroa na temporada vencendo a Liga Espanhola, a Copa do Rei e a Liga dos Campeões.

Em abril, sua empresária, Dinorah Santana, havia cravado que o lateral estava de saída do Barcelona por não ter aceitado uma oferta de renovação de apenas um ano, que, à época, teria sido a última proposta do clube. Em 25 de maio, Daniel Alves marcou uma entrevista coletiva na qual se esperava o anúncio da despedida. Porém, o lateral usou o microfone para cobrar valorização da diretoria.

Neste domingo, o Barcelona acertou a contratação do lateral direito Aleix Vidal, ex-Sevilla, que reacendeu os rumores sobre a saída do brasileiro. Com a renovação de Daniel, Luis Enrique tem agora quatro opções para a posição. Montoya e Douglas podem ser emprestados ou negociados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.