Gonzalo Fuentes / Reuters
Gonzalo Fuentes / Reuters

Daniel Alves se manifesta sobre polêmica no PSG e responde Forlán

Lateral brasileiro nega que tenha tirado bola de Cavani para Neymar cobrar falta

Estadão Conteúdo

21 de setembro de 2017 | 10h48

Em dois posts no seu twitter, Daniel Alves falou sobre a polêmica do último jogo do PSG, quando pegou a bola em uma cobrança de falta, contrariando Cavani e deixando Neymar bater. A atitude levantou suspeitas de uma "panela" brasileira no clube e foi criticada por Diego Forlán em uma entrevista.

"Era um problema entre Neymar e Cavani, são coisas que acontecem em todas as equipes. A atitude de Alves, de tirar a bola de Cavani para entregá-la a Neymar, não tem qualquer sentido", disse o meiocampista uruguaio, que atualmente joga pelo Mumbai City, da Índia.

Alves respondeu dizendo que não tirou a bola de ninguém, e sim que a tiraram dele. Em seguida, relembrou que o último gol de falta do PSG era dele e pediu que parassem de fazer polêmica com seu nome.

Além da diputa pela cobrança de falta, Neymar e Cavani discutiram sobre um pênalti, que Cavani bateu e perdeu. O ocorrido no jogo diante do Lyon, que o PSG venceu por 2 a 0, deu margem a diversas especulações na imprensa europeia, como a de que Thiago Silva teria impedido os atacantes de chegarem às vias de fato no vestiário e de que o brasileiro teria pedido que o uruguaio fosse negociado. Por fim, o jornal L'Équipe publicou que o próprio Daniel Alves teria dado um jantar para reconciliar os dois.

"Fico muito feliz que eles almocem ou jantem juntos. Bom que se reúnam não só na concentração, mas também fora dela. Bom que conversem sobre tudo. Acho ótimo. Fiquei feliz com a reunião deles", disse Unai Emery, técnico da equipe, que não definiu quem será o principal cobrador de faltas e pênaltis da equipe.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.