Lucas Figueiredo/CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Daniel Alves visita concentração da seleção em Moscou: 'Que seja um grande dia'

Lateral ausente da Copa por lesão no joelho cumprimenta jogadores momentos antes da partida contra a Sérvia

Almir Leite, Ciro Campos, Marcio Dolzan, enviados especiais / Moscou, O Estado de S.Paulo

27 Junho 2018 | 09h19

A seleção brasileira recebeu uma visita ilustre nesta quarta-feira, em Moscou. O lateral Daniel Alves visitou a concentração da equipe e almoçou com os jogadores, que estão na capital russa para a partida de logo mais contra a Sérvia, pela terceira rodada da fase de grupos da Copa do Mundo.

+ Brasil enfrenta a Sérvia para se juntar aos gigantes nas oitavas

+ Seleção sofre com a falta de gols dos seus atacantes

+ Alemanha é assunto proibido entre atletas do Brasil

Fora da competição por ter lesionado o joelho direito no começo de maio, Daniel Alves é um dos atletas mais experientes e queridos do grupo. O lateral participa da seleção desde 2006 e sob o comando de Tite, participou das Eliminatórias e foi o jogador mais vezes nomeado capitão pelo treinador, com três indicações. Para suprir a ausência dele a seleção conta com os laterais Danilo e Fagner.

Daniel Alves encontrou os colegas e desejou boa sorte para o jogo. A seleção precisa apenas de um empate para se classificar à próxima fase sem depender de outros resultados. O experiente jogador de 35 anos disputou as Copas de 2010 e 2014 e também estará no estádio para acompanhar a partida decisiva.

 

“Vim aqui viver uma experiência diferente, visitar os companheiros, fazia tempo que eu estava querendo vir, só que não estava permitido ainda”, disse o lateral em entrevista divulgada pela CBF. “Precisava sentir essa energia deles, trocar essa boa vibração com eles. Espero que hoje seja um grande dia para a gente”, afirmou.

A incomum ausência em um jogo da seleção faz o lateral viver uma sensação incomum. “Para mim será diferente, especial. Pela primeira vez vou assistir a seleção brasileira jogar. Esse sabor que nunca tinha vivido, então vou viver pela primeira vez”, afirmou. Daniel Alves pediu para a torcida apoiar a equipe neste jogo decisivo. “Vamos juntar nossas energias e mandar para cá”, completou.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.