Daniel Passarella é condenado por contrabandear um iate

O técnico argentino Daniel Passarella, atualmente no River Plate, foi condenado pela Justiça de seu país a realizar trabalhos numa escola pública de Buenos Aires, sem remuneração, durante dois anos e três meses por causa de um contrabando de um iate.A pena foi imposta em dezembro do ano passado. No entanto, Passarella, que já passou pelo Corinthians, só deve começar a cumpri-la nas próximas semanas. O treinador terá de trabalhar durante seis horas por semana. Além disso, ele não poderá realizar transações comerciais até o final da punição.Passarella foi denunciado por comprar de maneira irregular um iate, em 1997, de uma empresa de Miami, nos Estados Unidos. O treinador pagou cerca de US$ 160 mil (R$ 336 mil) pela embarcação, mas ao retornar à Argentina declarou ao fisco que pagou apenas US$ 70 mil (R$ 147 mil).Apesar da punição, os advogados do treinador ficaram satisfeitos pelo resultado, uma vez que Passarella poderia até ser condenado à prisão pela sonegação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.