Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

Danilo admite alívio com fim da novela envolvendo Pato no Corinthians

Atacante finalmente decidiu seu futuro e vai jogar na Espanha

Estadão Conteúdo

26 de julho de 2016 | 14h30

Veterano no futebol e um dos principais ídolos do elenco do Corinthians, Danilo admitiu alívio nesta terça-feira com o fato de que finalmente a novela envolvendo Alexandre Pato se encerrou no clube. O jogador de 37 anos disse que o clima de indefinição em relação ao atacante era prejudicial ao clube e para o próprio atleta, que teve a sua transferência para o Villarreal oficializada também nesta terça.

Após voltar de períodos de empréstimo para São Paulo e Chelsea, Pato vinha treinando no Corinthians e chegou a ter a sua reestreia marcada para o último sábado, mas acabou não atuando diante do Figueirense, no Itaquerão, com a justificativa de que ainda não reunia condições físicas ideais para jogar. E agora foi definido que ele sequer irá reestrear pelo time corintiano.

Danilo negou, porém, que a indefinição sobre Pato atrapalhou o rendimento do time dentro de campo, mas enfatizou que a situação recorrente em relação ao atacante deixava a situação "chata". "Vai e volta, entra ano sai ano e é a mesma coisa... Com certeza, se jogasse, ia nos ajudar bastante. Ninguém discute que ele é um grande jogador, atuou pouco com a gente no Corinthians, mas é um menino bom", afirmou o meio-campista, em entrevista coletiva.

O meia lembrou também que estava no Corinthians quando Pato chegou, em janeiro de 2013, quando foi contratado por R$ 40 milhões junto ao Milan, e agora admite que com a saída do atacante o clube deve correr atrás de um novo reforço. "Quanto mais jogadores de qualidade a gente tiver, melhor. Futebol é assim. Saiu um grande jogador. Se chegar outro para nos ajudar, será melhor", disse.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.