Fábio Leoni/Ponte Press
Fábio Leoni/Ponte Press

Danilo Barcelos é poupado, mas Ponte Preta está quase definida

Apesar de ficar fora de treino, jogador garante que enfrenta o Fluminense na segunda-feira

Estadão Conteúdo

17 Novembro 2017 | 20h30

Personagem principal da vitória da Ponte Preta sobre o Atlético Paranaense por 2 a 1, na última quarta-feira, o meia Danilo Barcelos foi a baixa nos treinos desta sexta-feira no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP). Autor dos dois gols pontepretanos, ele garante que vai estar em campo diante do Fluminense, nesta segunda, às 17 horas, no Rio de Janeiro, pela 36.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O time tem 39 pontos, ocupa a 17.ª posição e continua na luta contra o rebaixamento.

+ Corinthians e Ponte reeditarão final na abertura do Paulistão de 2018

Danilo Barcelos ganhou um dia a mais de folga para se recuperar do desgaste físico. Afinal ele tinha sido vetado pelos médicos para atuar diante dos paranaenses porque na véspera teve febre decorrente de uma forte gripe. "Tomei três injeções e pedi para jogar porque entendo que este é o momento de crescimento do time e meu também. Não quero ficar de fora de nenhum jogo", explicou.

Contratado junto ao Atlético Mineiro como lateral-esquerdo, ele se tornou o meia que a Ponte Preta tanto esperava. Além disso, passou a ser cobrador oficial de pênaltis e a revezar nas faltas junto com Lucca, artilheiro do time com 11 gols. No último jogo, Danilo Barcelos marcou um gol de falta e outro de cabeça. Antes tinha feito três de pênalti, totalizando cinco gols.

MUDANÇAS

O técnico Eduardo Baptista, como de costume, não confirmou as possíveis mudanças no time, obrigatórias por suspensão ou lesão. Mas, na defesa, Marllon deve ocupar a vaga de Rodrigo, vetado por lesão muscular. No meio de campo, o volante Elton recebeu o terceiro cartão amarelo e deve ser substituído por Fernando Bob ou Jadson. Até o veterano Wendel, recuperado de lesão, se colocou à disposição para ser escalado.

O meia Renato Cajá, fora dos 100% de condições físicas, vai ser relacionado. Ele pode atuar 20 minutos finais diante do Fluminense. O veterano Emerson Sheik, que teria se desentendido com o técnico, oficialmente está machucado. A comissão técnica programou um treino técnico e tático neste sábado e um rachão no domingo.

Se as coisas parecem caminhar bem dentro de campo, fora também começa a ficar tranquila. A chapa de oposição "Renovação" acabou impugnada por ter 99 nomes inaptos de uma lista de 200 conselheiros. Desta forma fica aberto o caminho para a permanência do atual grupo de situação, liderado pelo presidente Vanderlei Pereira. A eleição do Conselho Deliberativo será realizada no próximo dia 27. Depois será convocada a eleição para a diretoria executiva.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.