Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Danilo comemora gols e admite incômodo por jogar pouco no Corinthians

Jogador não marcava havia exatos dois anos, três meses e quatro dias

O Estado de S.Paulo

27 Outubro 2018 | 21h48

Autor de dois gols na vitória do Corinthians sobre o Bahia por 2 a 1, neste sábado, em Itaquera, pelo Campeonato Brasileiro, o meia-atacante Danilo admitiu incômodo por jogar pouco nesta temporada. O jogador de 39 anos entrou no intervalo e foi o personagem da partida, sendo decisivo no ataque e quase se tornando vilão ao cometer um pênalti. 

"É um dia muito feliz para mim. Desde o início do ano estou treinando para jogar. Joguei pouco, fico louco para estar no campo. Até brinco com os meus companheiros, sempre fui um jogador que jogou muito, e esse ano joguei pouco, e às vezes incomoda, mas futebol é dessa forma, tem que estar trabalhando, e hoje apareceu oportunidade", afirmou Danilo.

O jogador aproveitou o desempenho para adiantar que não vai se aposentar ao final da temporada. "Fiquei dois anos parados, vou jogar o ano que vem. Quero terminar com 40 anos jogando. Me sinto muito bem", afirmou Danilo, que não marcava há exatos dois anos, três meses e quatro dias. O último gol de Danilo pelo Corinthians havia sido contra o Figueirense, em 23 de julho de 2016, pelo Campeonato Brasileiro.

A atuação decisiva recebeu elogios do goleiro Cássio, que comemorou muito o gol de meia-bicicleta aos 43 minutos do segundo tempo. Danilo abriu o placar logo aos dois d etapa final e cometeu o pênalti, convertido por Clayson, aos 39. 

"Danilo tem uma carreira vitoriosa, um cara que sempre trabalhou. Está de parabéns, sempre comprometido com o grupo. Ajudou muito o nosso time", elogiou Cássio.

Após brilhar no São Paulo e de uma passagem pelo Kashima Antlers, do Japão, Danilo chegou ao Corinthians em 2010 e conquistou inúmeros títulos, entre eles o da Libertadores, do Mundial e três Brasileiros. 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.