Danilo comemora regularidade, mas diz ignorar números

As duas únicas derrotas do Palmeiras na temporada - para Corinthians e Ponte Preta - tiveram um fator em comum: o zagueiro Danilo não estava presente na equipe alviverde. Um dos pilares da equipe, o defensor já está negociado com a Udinese, para onde vai ao fim do primeiro semestre, mas segue empenhado em ajudar o Palmeiras a conquistar os títulos do Paulistão e da Copa do Brasil.

AE, Agência Estado

20 de abril de 2011 | 17h13

Ele participou de 19 dos 24 jogos do Palmeiras neste ano e saiu vitorioso em 14 deles, somando ainda cinco empates. O aproveitamento do zagueiro chega, assim, a 82% dos pontos disputados. "Esses números mostram a regularidade e o nosso bom momento, mas prefiro esquecer e não levar isso para dentro de campo", ponderou o zagueiro.

Nesta quinta-feira, o Palmeiras recebe o Santo André no Pacaembu pelo segundo jogo das oitavas de final da Copa do Brasil. No primeiro, vitória alviverde por 2 a 1. Mesmo assim, Danilo pede atenção: "Já joguei em time do interior e sei o quanto crescem nessas horas. Não pode dar moleza. Contra o Santo André, temos uma vantagem, mas não podemos entrar em campo pensando nela".

Tão logo acabar o jogo contra o Santo André, o foco do Palmeiras passa a ser o Paulistão e o jogo de domingo contra o Mirassol, pelas quartas de final. Para Danilo, a boa campanha na primeira fase deve ser esquecia agora nos mata-matas. "Cada partida é uma história e a partir de agora é um outro campeonato para todos os clubes. Se a gente não for bem no mata-mata, de nada vai adiantar ter ido tão bem até o momento. Esses números expressivos só ficarão marcados se a gente conseguir o título", destacou Danilo.

Tudo o que sabemos sobre:
futebolCopa do BrasilDaniloPalmeiras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.