Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

Danilo e Emerson Sheik dão adeus à Fiel em Itaquera sem clima para festa

Veteranos não renovarão contrato com o clube e, contra a Chapecoense, fazem o último jogo diante da torcida corintiana

João Prata, O Estado de S.Paulo

25 de novembro de 2018 | 05h00

O segundo semestre do Corinthians é para ser esquecido. O time fez seu pior returno na história dos pontos corridos do Campeonato Brasileiro e as últimas apresentações em campo trazem ao torcedor a lembrança do ano do rebaixamento. Mas o jogo deste domingo, às 19h, contra a Chapecoense, em Itaquera, merecerá ficar na memória por causa dos veteranos Danilo e Emerson Sheik.

Fundamentais nas conquistas da Libertadores e do Mundial de Clubes em 2012, eles não terão os contratos renovados com o clube e farão à última partida diante da Fiel torcida - o time paulista ainda tem o jogo contra o Grêmio pela última rodada do Brasileirão, mas será em Porto Alegre.

Danilo, 39 anos, até pretendia continuar. Sua intenção era renovar por mais uma temporada. O Corinthians não aceitou e ofereceu um cargo de dirigente ao atleta. Danilo ficou de pensar. Mas sua vontade de seguir seguir como jogador tem sentido. Ele ficou no departamento médico durante o ano de 2017 e o primeiro semestre de 2018 por causa de uma grave lesão na perna direita. Na reta final da temporada, recuperou a forma física e agora quer aproveitar essa recuperação.

O veterano foi o titular de Jair Ventura nos últimos cinco jogos, mas será lembrado pelos torcedores pelos oito títulos conquistados em nove temporadas e pela tranquilidade inabalável. Nem o não da diretoria nem a decisão em La Bombonera contra o Boca Juniors em 2012 tiraram o meio-campista do sério.

Emerson Sheik, de temperamento completamente diferente, provocador, deixará saudades especialmente pelos dois gols que fez em cima do mesmo rival argentino, no Pacaembu, na final da Libertadores, que garantiram a inédita taça continental. O adeus de Sheik, no entanto, foi menos atribulado.

O jogador retornou ao clube no início da temporada com a intenção de se despedir. Na decisão da Copa do Brasil deste ano contra o Cruzeiro, ganhou a condição de titular. Apesar dos 40 anos, o atacante conseguiu ter uma sequência na equipe, mas depois surgiram problemas musculares e ele voltou à reserva nesses últimos jogos.

O Corinthians prepara na próxima semana homenagens aos dois ídolos. Danilo dará entrevista coletiva na quinta-feira. Sheik falará na sexta-feira. Ambos agora entram para a história e se despedem em casa de um Brasileirão para ser esquecido.

FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS - Cássio; Fagner, Léo Santos, Henrique e Carlos Augusto; Ralf, Thiaguinho e Jadson; Pedrinho, Danilo e Romero. Técnico: Jair Ventura.

CHAPECOENSE - Jandrei; Eduardo, Douglas, Fabrício Bruno e Bruno Pacheco; Amaral, Márcio Araújo, Diego Torres e Canteros; Wellington Paulista e Lucas Pereira. Técnico: Claudinei Oliveirra.

ÁRBITRO - Paulo Roberto Alves Junior.

HORÁRIO - 19h.

LOCAL - Arena Corinthians.

NA TV - PPV.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.