Daniel Augusto Jr|Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr|Agência Corinthians

Danilo festeja volta aos gramados e diz que quer jogar a Libertadores no Corinthians

Atacante não jogava desde o dia 31 de julho do ano passado e ele avisa que gostaria de renovar o contrato, que encerra em dezembro

Daniel Batista e Raphael Ramos, O Estado de S.Paulo

16 Novembro 2017 | 13h00

Danilo conquistou dois títulos na quarta-feira. O primeiro, o de campeão brasileiro pelo Corinthians. O outro, o de conseguir voltar aos gramados, após mais de um ano sem jogar e se recuperar totalmente de uma grave lesão que poderia tê-lo deixado com sequelas para sempre. Recuperado e de bem com a vida, o atacante comemorou seu retorno aos gramados e mandou recado para a diretoria: quer ficar e jogar mais uma Libertadores.

+ Elenco do Corinthians celebra hepta e relembra descrença: 'Ninguém acreditava'

+ Corinthians domina cenário nacional após conquista do primeiro título

“Estou bem. Penso em jogar e ficar aqui. Ano que vem tem a Libertadores e é um campeonato que eu tenho história. Espero jogar ano que vem aqui”, disse o atacante, que tem contrato com o Corinthians até dezembro.

+ Corinthians campeão: o melhor em quase tudo no Brasileirão

A última partida de Danilo no dia 31 de julho do ano passado. Dias depois, sofreu uma grave lesão na perna direita e precisou de muita paciência e perseverança para voltar aos gramados. “Só quem passou por isso para saber. Chegar todo dia para treinar, colocar o pé no chão, voltar a treinar... A fé em Deus, em primeiro lugar e a família próxima, apoiando, falando que eu iria voltar. Sempre pensava em voltar a jogar. Nesses últimos dias, eu estava treinando bem e a ansiedade era grande”, contou.

Um dos jogadores mais queridos pela torcida do Corinthians, o nome de Danilo foi cantado nos últimos jogos e diante do Fluminense não foi diferente. “Muito bom. Têm uns três ou quatro jogos em que a torcida vem gritando o meu nome e isso é sinal da confiança que eu conquistei do torcedor”, contou.

+ Cássio dá a volta por cima no Corinthians em 2017 e sonha com uma vaga na Copa

Em relação ao seu futuro, a diretoria trata com cautela. “A gente tem que respeitar a história do Danilo. Vamos sentar e conversar para ver o que a gente consegue fazer por ele. Temos que respeitar a sua história”, disse o presidente do clube, Roberto de Andrade.

O técnico Fábio Carille também trata o jogador de uma maneira especial. “Estou com vontade de colocar o Danilo há muito tempo, mas os resultados não têm ajudado para isso. Só vejo ele como 9, centroavante. Kazim vem bem. No último jogo não deu para colocá-lo, mas tem muito tempo que eu quero. Ele é um cara exemplar demais, não reclama de nada, trabalha muito. Teve uma lesão que não foi fácil, vamos ver se nos últimos jogos eu consigo... Não parei para pensar, mas vamos ver se coloco esse grupo para dar uma rodada”, projetou.

[---#{"MM-ESTADAO-CONTEUDO-GALERIA":[{"ID":" 34914","PROVIDER":"AGILE"}]}#---]

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.