Cesar Greco/ SE Palmeiras
Cesar Greco/ SE Palmeiras

Danilo se recupera de lesão, volta aos treinos e deve reforçar Palmeiras na final

Volante foi ausência sentida no primeiro jogo da decisão do Paulistão, em que o time alviverde perdeu para o São Paulo, por 3 a 1, no Morumbi

Redação, Estadão Conteúdo

31 de março de 2022 | 17h12

O Palmeiras voltou aos treinamentos nesta quinta-feira, horas após a derrota no clássico para o São Paulo, e ganhará dois reforços importantes para o jogo de volta da final do Paulistão. O volante Danilo foi a campo novamente com o restante do elenco após lesionar a coxa, já o zagueiro Kuscevic retornou da seleção chilena.

Danilo sofreu um trauma na coxa esquerda que o tirou dos jogos contra Red Bull Bragantino e São Paulo. O jogador foi substituído por Jailson em ambos os jogos. Jailson tem sido uma espécie de "coringa" na escalação de Abel Ferreira, foi titular nas últimas quatro partidas do time alviverde para suprir baixas por desfalques. Além de primeiro volante, ele chegou a atuar na linha defensiva contra Ituano e contra o Red Bull Bragantino, ainda na fase de grupos.

Outros atletas a representarem suas seleções nas últimas rodadas das Eliminatórias Sul-Americanas, o zagueiro Gustavo Gómez e o goleiro Weverton retornaram a tempo do primeiro jogo da final do Campeonato Paulista. Kuscevic, no entanto, estava com a seleção do Chile e foi desfalque nos últimos três jogos palmeirenses.

Danilo e Kuscevic treinaram normalmente na Academia de Futebol durante a manhã desta quinta-feira. Abel Ferreira comandou um treinamento focado em movimentações táticas e posse de bola em espaço reduzido.

Os goleiros treinaram separadamente. Houve também um trabalho coletivo, finalizado com um complemento físico. Os jogadores que atuaram por mais tempo no jogo do Morumbi na noite da última quarta fizeram atividades de recuperação na parte interna do centro de treinamento.

Com um curto intervalo de preparação até o segundo jogo da final, o Palmeiras volta aos treinos nesta sexta-feira à tarde. No sábado, pela manhã, os comandados de Abel Ferreira encerram a preparação para o segundo jogo da final.

Com o revés por 3 a 1 no jogo de ida, o Palmeiras precisará vencer o São Paulo por três gols de vantagem para ser campeão paulista. Em caso de vitória alviverde por dois gols, a decisão irá para os pênaltis. Já o São Paulo pode perder por até um gol para levantar o troféu. Palmeiras e São Paulo se enfrentam no Allianz Parque no próximo domingo, às 16h.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.