Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians
Daniel Augusto Jr./Ag. Corinthians

'Eu vou brigar para jogar', diz Danilo sobre titularidade em 2016

Jogador está jogando como atacante nos amistosos do Corinthians

Estadão Conteúdo

22 Janeiro 2016 | 19h41

O Corinthians realizou nesta sexta-feira, em Orlando, o seu último treinamento da pré-temporada em solo norte-americano. Foi a última atividade antes da partida amistosa contra o Fort Lauderdale Strikers, neste sábado, na cidade de Fort Lauderdale, na Flórida - no domingo, volta para o Brasil. Quem deu entrevista coletiva após o treino foi o meia Danilo, que foi titular nos primeiros jogos nos Estados Unidos e quer seguir entre os 11 na sequência do ano.

Danilo afirmou que buscará manter a titularidade em 2016, independente de qual posição seja escalado, mais avançado ou recuado. "Eu vou brigar para jogar, independente se for para jogar na frente ou no meio eu vou procurar meu espaço. Ano passado eu fiz grandes jogos, mesmo não estando muito bem e temos que respeitar os companheiros que estão jogando. Mas eu vou brigar para jogar, vou dar meu máximo nos treinamentos. Aproveitar as oportunidades, nem que seja na frente, de centroavante ou na meia mesmo, mas vou buscar meu espaço respeitando todo mundo", explicou.

O meia corintiano falou também do desmanche ocorrido no elenco - saíram os meias Jadson e Renato Augusto, o zagueiro Gil, o volante Ralf (todos para a China) e o centroavante Vagner Love (para o Monaco, da França).

"No futebol faz parte a saída de jogadores e outros chegando também. O início é bem complicado até entrosar, mas nós temos uma base muito boa. A base que jogou este nosso último jogo são de jogadores que já vêm jogando e todo mundo já conhece. Os jogadores que chegaram são de qualidade e eu tenho certeza que vão encorpar mais ainda. O entrosamento a gente já tem um pouco porque a maioria se conhece, então não teremos tantas dificuldades. Temos que esperar os jogos para ver como vai ser. Nos treinamentos estamos muito bem e esperamos que possa ser um ano bom para gente também", contou Danilo.

Mais conteúdo sobre:
futebolCorinthiansDanilo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.