Arquivo/AE
Arquivo/AE

Danilo vê 'semana especial' do Palmeiras com clássico

Zagueiro já começa a fazer as contas para a conquista do título do Brasileirão; domingo encara o Santos, na Vila

AE, Agencia Estado

29 de setembro de 2009 | 12h36

O zagueiro Danilo, que foi decisivo para o Palmeiras na vitória por 2 a 1 sobre o Atlético-PR, no último sábado, no Palestra Itália, pelo Campeonato Brasileiro, ressaltou nesta terça-feira a importância que o clássico deste domingo, contra o Santos, na Vila Belmiro, terá para a equipe palmeirense na competição nacional.

Veja também:

linkPalmeiras perde Maurício Ramos por até 40 dias 

linkTime confirma intenção de ter Danilo em definitivo 

especialMASCOTES - Baixe o papel de parede do seu time

especialVisite o canal especial do Brasileirão

Brasileirão 2009 - lista Tabela | tabela Classificação

especialDê seu palpite no Bolão Vip do Limão

"Temos de nos preparar tratando essa semana como uma semana especial. É uma rodada em que, se o Palmeiras fizer os três pontos, pode fazer muita diferença", afirmou o jogador em entrevista para a TV Bandeirantes após o treino realizado pela manhã na Academia de Futebol.

Danilo ainda comentou o fato de ter correspondido ao investimento feito pela diretoria do Palmeiras, que desembolsou R$ 100 mil para o jogador poder estar em campo contra o Atlético-PR, exigência prevista em contrato pelo time paranaense, que detém 70% dos direitos econômicos do zagueiro. "Dificilmente isso vai voltar a acontecer, principalmente para um zagueiro", acredita.

No duelo contra o Atlético, Danilo fez o passe para o primeiro gol, de Figueroa, e depois marcou o segundo, em escanteio cobrado pelo chileno. Antes, havia desviado para o próprio gol, sem querer, uma cabeçada de Chico. Mas, para compensar, evitou um gol certo de Paulo Baier.

O jogador acredita que a sua atuação foi fruto do trabalho que ele vem desempenhando nos treinos. "Eu acho que você tem de estar pronto para as oportunidades. Você tem de estar pronto para as ocasiões especiais. É claro que tem muitos lances em que você pode ter sorte ou azar, mas eu acredito muito no trabalho feito nos treinamentos", disse o atleta.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.