Danrlei estuda processar Simon

O árbitro Carlos Simon, um dos brasileiros que atua pela Fifa, poderá ser acionado na Justiça pelo goleiro Danrlei, do Grêmio. O jogador diz que foi moralmente atingido por uma resposta do árbitro, questionado pela não marcação de um pênalti a favor do Grêmio, ao final da partida contra o Pelotas, no sábado passado. "Tu de novo, né, Simon?", cobrou Danrlei. "Vai cuidar do Palhinha", teria retrucado o árbitro, referindo-se ao ex-meia do time gaúcho, que casou-se com a ex-mulher de Danrlei, Michelle.Simon nega que tenha dito qualquer coisa ao goleiro. "Nem vi este cidadão passar por mim", afirmou nos vestiários. Simon tem sido criticado e provocado por Danrlei desde às vésperas do último Gre-nal, quando o goleiro sugeriu que a direção do clube vetasse o árbitro. "Juro pela minha filha que ele falou. Se ele for homem mesmo, vai ter de assumir", disse Danrlei, alegando que não teria motivo para trazer um assunto pessoal à público se não estivesse falando a verdade.Michelle vive com Palhinha em Lima, Peru, onde o meia atua pelo Sporting Cristal. Os dois se conheceram em 1999, quando ela era casada com Danrlei. A separação do goleiro gremista e de sua ex-mulher foi litigiosa, e ele até hoje enfrenta dificuldades para ver a filha, apesar de possuir uma liminar judicial lhe garantindo o direito.Pela primeira vez Danrlei falou publicamente do casamento. O presidente do Grêmio, José Alberto Guerreiro, disse acreditar nas declarações do goleiro, acusou Simon de ser "mal-intencionado" e colocou o departamento jurídico do clube à disposição de Danrlei. O árbitro, que viajou para Honduras para apitar uma partida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, também está analisando a possibilidade de acionar o gremista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.