Divulgação
Divulgação

David Braz afirma que empate em Joinville merece comemoração

Para zagueiro do Santos, condição ruim do gramado atrapalhou

O Estado de S. Paulo

09 de novembro de 2015 | 16h08

O zagueiro David Braz, do Santos, disse que o ponto conquistado no empate com o Joinville, neste domingo, pelo Campeonato Brasileiro, deve ser comemorado. Para o defensor, as condições ruins do gramado em Santa Catarina dificultaram o trabalho da equipe e fizeram do placar em 0 a 0 um resultado significativo dentro da sequência na competição.

A equipe da Vila Belmiro chegou a seis jogos de invencibilidade e continua na 4ª posição, com 54 pontos. "O gramado não estava bom para jogar. O que valeu mesmo foi a determinação do grupo e de não sair derrotado, por que estava difícil da gente poder achar o gol. A gente até criou e o goleiro do adversário foi muito feliz nas defesas, mas bola pra frente. O importante é que somamos mais um ponto, o que ainda nos coloca no G-4", comentou o zagueiro em entrevista ao site oficial do clube.

O jogo em campo com lama fez o Santos não conseguir atuar no seu estilo de jogo, com toque de bola, velocidade e dribles. Por isso o clube precisou mudar a forma de jogar e apostar mais nos cruzamentos e combates físicos. "Foi a proposta que a gente falou na preleção de cada bola e cada dividida a gente tinha que ganhar para não ser surpreendido. Por que era a única forma de competir este jogo, nas bolas aéreas e de algumas divididas que aconteceram e fomos felizes em muitas delas", explicou.

O Santos deu folga aos atletas e o grupo só volta a jogar na quinta-feira da próxima semana. O compromisso será contra o Flamengo, na Vila Belmiro. Depois, na semana seguinte, o time começa a decidir a Copa do Brasil contra o Palmeiras o primeiro confronto também será no estádio alvinegro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.