Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

David Braz culpa árbitro por susto do Santos no 2º tempo

'O juiz ajudou eles. Na minha opinião, não foi pênalti', diz o zagueiro

SANCHES FILHO, O Estado de S. Paulo

01 Março 2015 | 21h05

Depois da vitória por 4 a 2 sobre o Linense, neste domingo, no Pacaembu, os jogadores do Santos correram para os vestiários evitando dar entrevistas. Um dos poucos que pararam foi o zagueiro David Braz, que culpou o juiz Douglas Marques das Flores pelo sufoco que o time passou até o marcação do segundo gol de Robinho, aos 45 minutos do segundo tempo.

"O juiz ajudou eles. Na minha opinião, não foi pênalti. No lance em que ele marcou pênalti, Werley pegou primeiro a bola e só depois houve o contato no adversário e no segundo a bola não saiu e não foi escanteio. Pode ficar a impressão de que o Santos recuou depois de estar ganhando por 3 a 0, mas foi o Linense que foi para cima, com a ajuda do juiz", disse.

Autor de dois gols e de uma assistência, com grande atuação, lembrando a de domingo passado diante da Portuguesa, Robinho destacou a importância do crescimento do time com a aproximação das fases decisivas do Campeonato Paulista.

"Nosso time correu, lutou, temos de continuar melhorando. Tomamos dois gols bobos, que dificultaram um pouco no segundo tempo. Acho que ganhamos merecidamente. Os gols estão saindo, mas o mais importante é o time ganhar. Estou mais feliz pelos pontos que conseguimos", disse

Com o cartão amarelo que recebeu neste domingo, Robinho cumprirá suspensão contra o Botafogo, domingo, em Ribeirão Preto, e voltará no clássico diante do Palmeiras, dia 11 de março, na Vila Belmiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.