Ivan Storti / Santos FC
Ivan Storti / Santos FC

David Braz diz que perdeu contato com Lucas Lima, mas nega rivalidade especial

Reencontro com Lucas Lima é o principal assunto envolvendo o Santos antes do clássico com o Palmeiras

Estadão Conteúdo

31 Janeiro 2018 | 16h02

O reencontro com Lucas Lima é o principal assunto envolvendo o Santos antes do clássico com o Palmeiras, marcado para o próximo domingo, no Allianz Parque, pela quinta rodada do Campeonato Paulista. Por isso, o tema foi assunto de entrevista coletiva de David Braz nesta quarta-feira, no CT Rei Pelé.

Regularizado, Gabriel é inscrito pelo Santos no Paulistão

E embora eles fossem próximos quando estavam no mesmo time, o zagueiro revelou que ainda não conversou com o meia após a troca de clube. "Não tenho falado com o Lucas. Falei com ele na última vez antes de ele sair do Santos", afirmou.

Em temporadas recentes, Lucas Lima e Ricardo Oliveira provocaram o Palmeiras, reforçando a rivalidade do Santos com o time paulistano. Hoje, porém, o meia está exatamente no clube alviverde, enquanto o centroavante se transferiu para o Atlético Mineiro. Na avaliação de David Braz, porém, a rivalidade vai muito além dos jogadores e cresceu por causa das várias partidas decisivas que os times fizeram nos últimos anos, incluindo as decisões do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil em 2015.

"Rivalidade não é por causa desses jogadores, mas pelos jogos que vêm acontecendo, jogos equilibrados e disputas de títulos, com finais. A rivalidade cresceu porque as equipes têm brigado por títulos nos últimos anos", comentou.

Gabriel marca em primeiro teste no retorno e Santos vence jogo-treino

Com contrato com o Santos até o final de 2017, Lucas Lima não aceitou a proposta de renovação do vínculo e acabou sendo afastado time antes mesmo do encerramento do último Campeonato Brasileiro. David Braz garante, porém, que a situação não fez ninguém no elenco ver o ex-companheiro como um inimigo.

"Perdi contato porque ele mudou de telefone, de 013 para 011, e não peguei ainda e também pelo tempo. É um amigo que vou levar para sempre, mesmo com a rivalidade. Não somos inimigos, somos rivais. Vou trabalhar bastante para poder vencer. Depois, pegar o WhatsApp, para ficar zoando", disse.

Pendurado com dois cartões amarelos, David Braz foi poupado pelo técnico Jair Ventura no duelo com o Ituano para que ficasse à disposição do clássico com o Palmeiras, domingo, quando vai retornar ao time.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.