Wilton Júnior/Estadão
Wilton Júnior/Estadão

David Neres, o garoto que pode virar titular do São Paulo na reta final

Revelação das categorias de base do tricolor já chama a atenção

Paulo Favero, O Estado de S. Paulo

19 Outubro 2016 | 15h00

Grande destaque nas categorias de base do São Paulo, o atacante David Neres teve sua primeira oportunidade no time adulto e aproveitou a chance da melhor forma. Ele entrou no segundo tempo contra o Fluminense, ajudou sua equipe a conquistar a virada no placar e agora vive a expectativa de ser titular pela primeira vez.

"Quando o Ricardo me chamou, deu um frio na barriga de tanta ansiedade. Felizmente deu tudo certo e conquistamos uma importante vitória. O Ricardo me passou as instruções, me colocou para jogar onde me sinto bem e transmitiu confiança. Recebi a confiança de muita gente do São Paulo, então só tinha que demonstrar dentro de campo", contou.

O técnico Ricardo Gomes sabe que o clube passa por um momento delicado, em situação ruim no Campeonato Brasileiro, e até por isso evita garantir a presença do garoto de 19 anos na equipe. Mas David Neres não tem pressa para fazer sucesso. "Quando ele me chamou, respirei fundo e tentei aproveitar a oportunidade", disse.

David Neres está no São Paulo desde quando tinha 10 anos de idade. Ele passou por todas as equipes na categoria de base do clube e brilhou no time Sub-20, quando ajudou nas conquistas da Libertadores neste ano e da Copa do Brasil (foi artilheiro com seis gols), Copa Ouro e Copa RS no ano passado.

Na última temporada, foi o jogador que mais atuou na equipe Sub-20, com 63 partidas em 66 disputadas, sendo ainda o vice-artilheiro com 24 gols e fechando o ano com 19 assistências. Não fosse uma cirurgia no ombro, em março, poderia ter estreado antes pelo time principal. Agora, espera seguir os passos de outros garotos vindos do CT de Cotia que fizeram sucesso no São Paulo. "O clube não merece passar por uma situação delicada como essa", avisou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.