Juan Medina/Reuters
Juan Medina/Reuters

David Silva faz gol no final e Espanha vence a Colômbia

Gol aos 41 minutos do segundo tempo encerra jejum de vitórias dos campeões em amistosos

AE, Agência Estado

09 de fevereiro de 2011 | 20h51

MADRI - Aos 29 anos, David Villa poderia ter entrado para a história do futebol espanhol nesta quarta-feira, caso tivesse balançado as redes da Colômbia em amistoso realizado no Estádio Santiago Bernabéu, em Madri. Com isso, se tornaria o maior artilheiro da história da seleção espanhola, ultrapassando Raul, autor de 44 gols. Mas quem marcou foi outro David, o Silva, que garantiu a vitória da atual campeã mundial por 1 a 0 sobre os sul-americanos.

O gol marcado já no finalzinho do amistoso, aos 41 minutos do segundo tempo, pôs fim ao jejum em amistosos que assolava a seleção espanhola desde o título conquistado na África do Sul. Vitórias só pelas Eliminatórias da Eurocopa. Em partidas amistosas, contra adversários mais fortes, empatou com o México e foi goleada pela Argentina e pela arquirrival Portugal.

Mantendo a base do Barcelona - a mesma campeã mundial na África -, a seleção espanhola imprimia o mesmo padrão de jogo do time catalão, com muita posse de bola. A deficiência ficava na criação, perante a um fechado time colombiano, que jogava recuado, com pouca vontade de atacar.

Perante às dificuldades em tirar o zero do placar, Vicente del Bosque mexeu no time espanhol e trocou Villa, Xavi e Capdevila por Torres, Arbeloa a Cazorla. As mudanças, porém, não mudavam o panorama do jogo, até que, a quatro minutos do fim do jogo, após um cruzamento da direita, David Silva desviou e garantiu a tão esperada vitória.

Veja também:

link Messi brilha e seleção argentina vence a seleção portuguesa em amistoso

link Itália arranca 1 a 1 com a Alemanha em amistoso; Holanda vence a Áustria

link Seleção brasileira mantém escrita e perde para algoz França por 1 a 0

link Inglaterra bate Dinamarca de virada

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.