Reprodução / Instagram / David Silva
Reprodução / Instagram / David Silva

David Silva relata 'período mais difícil da vida' após nascimento prematuro do filho

Meiocampista se alternou entre viagens à Espanha para visitar Mateo, que estava internado, jogos e treinos do Manchester City

Estadão Conteúdo

28 de julho de 2018 | 13h10

O meiocampista espanhol David Silva, do Manchester City, falou ao jornal inglês Daily Mirror sobre a fase complicada pela qual passou durante a reta final da temporada 2017-18. Enquanto o time se aproximava do título inglês, Silva precisava viajar constantemente à Espanha para acompanhar a batalha do filho Mateo pela vida.

Mateo nasceu com apenas cinco meses de gestação em dezembro de 2017 e ficou internado em um hospital em Valencia, no país natal de David. "Você não espera ver o seu bebê lutando pela vida. Foi uma época louca. Olhando para trás, você se pergunta como conseguiu. Eu viajava da Inglaterra para a Espanha, tentava estar com meu filho, tentava treinar, tentava voltar a Manchester para jogar", contou Silva sobre os cinco meses em que teve essa rotina.

Segundo o atleta, a força da família, dos colegas, de Guardiola e do próprio filho foram fundamentais para que ele suportasse. "Eu confiei na minha namorada e na minha família - e também nos companheiros de time e no clube. Mateo também foi uma fonte de inspiração pela maneira que ele lutou". O meia contou que o treinador do City lhe disse que não havia nada mais importante que cuidar dos familiares e o liberou para ficar fora o tempo que precisasse, ainda que o time estivesse em corrida acirrada pelo título do Campeonato Inglês e disputando a Liga dos Campeões.

Mateo já está melhor. "A boa notícia é que meu filho está ficando cada vez mais forte. Ele ainda tem que passar por exames de vez em quando, mas agora podemos pensar um pouco no futuro", revelou o atleta de 31 anos sobre o estado de saúde atual do bebê.

Silva foi contratado pelo Manchester City em 2010 e participou da conquista de três Campeonatos Ingleses, três Copas da Liga e uma Copa da Inglaterra. O meia já é considerado ídolo pela torcida e tem contrato até 2020. Em outro ponto da entrevista, ele afirmou que não tem intenção de renovar o vínculo atual e partirá para "outra aventura".

No momento, Silva ainda não está com o elenco do Manchester City, que se prepara para a temporada disputando jogos amistosos nos Estados Unidos. O meia ganhou alguns dias a mais de folga após a disputa da Copa do Mundo com a seleção espanhola e as férias, o que significa que ele não deve estar em campo na partida do City contra o Chelsea pela Supercopa da Inglaterra, em 5 de agosto, e talvez fique fora também da estreia do time no Campeonato Inglês, diante do Arsenal, em 12 de agosto.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.