De azul, Santos cria pouco, mas vence o Goiás na Vila

Resultado deixa o time paulista longe da zona do rebaixamento

DEMÉTRIO VECCHIOLI, Agência Estado

07 de setembro de 2013 | 20h33

SÃO PAULO- Sem Montillo, o

O JOGO

Sem poder contar com Mena (a serviço da seleção chilena), Gabriel (com o Brasil sub-17) e Montillo (lesão na coxa esquerda), Claudinei Oliveira surpreendeu ao escalar o Santos com Everton Costa no ataque e os garotos Leandrinho e Pedro Castro no meio. Emerson ganhou a vaga na lateral esquerda.

Modificado, o Santos teve dificuldades em encontrar espaços em meio à forte marcação do Goiás. Já os donos da casa, com cinco homens de meio-campo, tentavam controlar a posse de bola e lançar o artilheiro Walter para que ele decidisse.

Aos 6 minutos, o atacante quase conseguiu. Dominou no peito e bateu assim que a bola pingou no chão. Mesmo de muito longe, colocou força na bola e exigiu grande defesa de Aranha, que foi buscar no ângulo. O goleiro ainda impediria outro golaço, em chute de Renan Oliveira que ele também se esticou todo para espalmar para escanteio.

Acuado, o Santos só respondeu no último lance do primeiro tempo, quando Thiago Ribeiro foi derrubado na entrada da área. Cícero bateu a falta no ângulo, mas Renan conseguiu boa defesa.

SEGUNDO TEMPO

No segundo tempo o jogo foi outro. Primeiro porque o Santos ganhou Renato Abreu e Giva no lugar dos sumidos Everton Costa e Pedro Castro. Segundo porque Walter, com dores na coxa, saiu para dar lugar a Neto Baiano no Goiás.

Logo aos 4 minutos veio o gol santista. Giva invadiu a área sozinho pela direita, pedalou na frente de Renan e tocou para Thiago Ribeiro bater sem goleiro e fazer o segundo dele pelo clube.

Atrás no placar, o Goiás teve que se abrir e buscar o gol. Aos 14, quase deixou tudo igual quando Renan Oliveira tirou de Alisson e arriscou de fora da área. Aranha nem se mexeu e ficou só assistindo à bola bater na trave.

Aos 32, Rodrigo também acertou a trave santista, mas o lance estava parado por impedimento. Sete minutos depois, a melhor chance do Goiás caiu nos pés de Vitor, que chutou em cima de Aranha, no mano a mano. Em seguida, Giva invadiria a área cara a cara com Renan, para matar o jogo, mas o goleiro foi bem e impediu o drible.

FICHA TÉCNICA:

SANTOS 1 X 0 GOIÁS

SANTOS - Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Durval e Emerson; Alison, Cícero, Pedro Castro (Renato Abreu) e Leandrinho (Alan Santos); Thiago Ribeiro e Everton Costa (Giva). Técnico - Claudinei Oliveira.

GOIÁS - Renan; Vitor, Ernando (Valmir Lucas), Rodrigo e William Matheus; Dudu Cearense (Roni), David, Hugo, Ramon; Renan Oliveira e Walter (Neto Baiano). Técnico - Enderson Moreira.

GOL - Thiago Ribeiro, aos 4 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Wagner Reway (MT).

CARTÕES AMARELOS - Dudu Cearense, Hugo e Neto Baiano.

RENDA - R$ 146.457,00.

PÚBLICO - 8.968 pagantes.

LOCAL - Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP).

Tudo o que sabemos sobre:
futebolSantos FCGoiásBrasileirão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.