De Bruyne acredita em duelo físico entre Bélgica e EUA

O meia belga Kevin De Bruyne acredita que o jogo entre Bélgica e Estados Unidos, pelas oitavas de final da Copa do Mundo, será marcado por um duelo físico entre os jogadores das duas equipes. A partida está marcada para esta terça-feira, na Arena Fonte Nova, em Salvador.

AE, Agência Estado

28 de junho de 2014 | 17h57

"Pessoalmente, acho que vai ser uma batalha física. Os Estados Unidos têm um conjunto forte fisicamente e vão usar esse caminho para fazer frente conosco", afirmou o jogador, relembrando a última partida contra os norte-americanos, na qual os belgas saíram com a vitória. "É uma boa referência, mas foi apenas um amistoso. Aqui é uma Copa do Mundo, é outra coisa", ponderou.

Em campo durante os 90 minutos nas partidas da fase de grupos contra Argélia e Rússia, De Bruyne ficou na reserva na última partida contra a Coreia do Sul. Titular, o jogador que atua no Wolfsburg, da Alemanha, fez questão de dizer que quer jogar nas oitavas e negou a hipótese de que teve problemas por ter ficado no banco.

"Sempre quero jogar. Estava bem (para a partida contra a Coreia do Sul), pronto para jogar os 90 minutos, 100%. Mas o treinador optou por fazer mudanças e deixar que outros jogassem. Não há problemas e entendemos a situação. Foi bom física e mentalmente para alguns", explicou De Bruyne.

Com 100% de aproveitamento, a Bélgica avançou às oitavas em primeiro lugar no Grupo H. Apesar disso, as três partidas foram disputadas e todas vencidas por apenas um gol de diferença - uma de virada - e nos últimos 20 minutos.

Tudo o que sabemos sobre:
Copa 2014futebolBélgica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.