Reuters
Reuters

De Bruyne não condiciona sucesso do Manchester City a título da Liga dos Campeões

Belga comparou as características do torneio continental, decidido em confrontos eliminatórios, com o Campeonato Inglês

Estadão Conteúdo

15 Agosto 2018 | 10h02

O meia Kevin De Bruyne não quer que o sucesso da temporada do Manchester City esteja vinculado ao título, que seria inédito para o clube, da Liga dos Campeões da Europa. O jogador belga comparou as características do torneio continental, decidido em confrontos eliminatórios, com o Campeonato Inglês, disputado em pontos corridos.

"Eu não concordo que a gente precisa vencer a Liga dos Campeões para ser um sucesso. É um título grande para se ganhar, mas é uma competição em que não é preciso ter uma consistência como a necessária durante o Campeonato Inglês", analisou o jogador em entrevista ao site do canal de TV britânico BBC, publicada nesta quarta-feira.

Na última temporada, o Manchester City foi campeão inglês e da Copa da Liga Inglesa. "Nós fomos ótimos durante um ano inteiro, talvez nem tanto contra o Liverpool", disse De Bruyne, lembrando da derrota por 3 a 0, fora de casa, no jogo de ida pelas quartas de final da última edição da Liga dos Campeões. Na volta, o time do belga perdeu por 2 a 1 e foi eliminado da competição. "Se no Campeonato Inglês você tiver um período ruim, vai correr atrás do líder. Partidas de Copas são diferentes", comparou.

Um dos desafios do Manchester City é vencer duas vezes consecutivas o Campeonato Inglês, feito que o clube nunca alcançou. "O maior foco é na gente. Os outros times sempre vão nos empurrar para melhorarmos. O Liverpool fez tudo aquilo na última temporada e gastou dinheiro com sabedoria para se reforçar", elogiou o belga, com referência ao vice-campeonato europeu da equipe rival.

Além do Manchester City, Kevin De Bruyne considera que Liverpool, Chelsea, Arsenal, Manchester United e Tottenham são candidatos ao título inglês. "Essas seis equipes são sempre desafiadoras. Não vejo diferença entre esses times. Liverpool foi quem mais gastou para a atual temporada, na anterior foi o Manchester United. Cada um faz o que deve fazer para melhorar", disse o meia.

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.