De 'coração partido', Lula envia mensagem de apoio a Ronaldo

Jogador do Milan se recupera de cirurgia no joelho esquerdo e deve retornar aos gramados em 9 meses

Tatiana Ramil, REUTERS

15 de fevereiro de 2008 | 16h26

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta sexta-feira que acompanhou "com o coração partido" mais uma cirurgia de Ronaldo e pede que o atacante não desanime.   Veja também:  Ex-jogadores acreditam na recuperação de Ronaldo  CBF demite médico que acusa Ronaldo de usar anabolizantes A trajetória de Ronaldo no futebol Milan diz que espera Ronaldo, mas não fala de contrato  Ronaldo conseguirá superar mais uma contusão?Ronaldo, com um histórico de lesões na carreira, passou por uma cirurgia no joelho esquerdo em Paris, na quinta-feira, um dia depois de se machucar em partida do Milan pelo Campeonato Italiano - o jogador rompeu o tendão patelar do joelho esquerdo quando tentou cabecear uma bola, em jogo contra o Livorno. "Saiba que, assim como eu, milhões de brasileiros acompanharam com o coração partido sua dor, sua tristeza e seu sofrimento. E, da mesma forma, me uno a esses milhões de brasileiros para lhe dizer: menino segue em frente, resiste, não desanima", afirmou o presidente em nota. "Tenho fé, assim como nossa gente brasileira, que você voltará aos gramados e vai ser, de novo, exemplo e referência de coragem e perseverança", acrescentou Lula. A previsão dos médicos é que a recuperação de Ronaldo, 31 anos, dure 9 meses. Eleito melhor jogador do mundo por três vezes e maior artilheiro de Copas do Mundo, com 15 gols em três torneios, o atacante passou por duas lesões semelhantes no joelho direito, em 1999 e 2000. Na Copa de 2002, foi o artilheiro, ajudando o Brasil a conquistar o pentacampeonato.

Tudo o que sabemos sobre:
AC MilanRonaldoLula

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.