Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians
Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

De 'Gringo da favela' a negociável: Kazim perde espaço no Corinthians

Turco começou o ano como titular, mas não foi bem e deve deixar o clube caso chegue boa proposta

Daniel Batista, O Estado de S.Paulo

06 Março 2018 | 07h00

Kazim chegou ao Corinthians cheio de moral, se denominando o "Gringo da favela", sempre foi um dos atletas mais queridos pela torcida, mas suas más atuações fizeram com que todo o carinho virasse desdém dos torcedores e também perdesse espaço com o técnico Fábio Carille. Hoje, o turco é tido no elenco como um jogador negociável e o clube aguarda por propostas.

+ Podcast Corinthians: O que falta para o time passar mais segurança?

+ Novo adjunto de futebol do Corinthians defendeu impeachment de Roberto de Andrade

+ Secretaria afasta diretor após apagão no Pacaembu

Ele iniciou o ano como titular, após a negociação de Jô, mas não deu conta do recado e rapidamente perdeu espaço para Júnior Dutra. Para piorar sua situação, ele foi suspenso por cinco jogos da Libertadores, por causa de confusão na edição passada e, em decorrência disso, não foi sequer inscrito para a primeira fase da competição continental.

A situação tem mexido com o turco, que deixou de lado as brincadeiras e tem demonstrado uma postura mais séria nos treinamentos. Ele sabe que próximo de ser negociado e que ainda continua no clube por falta de propostas. 

"Ele pode sair se chegar uma oferta excepcional para ele e para o clube. Mas pode ficar se não chegar nada. Ele está participando do jogo normalmente e não participou na Libertadores por um aspecto que todos sabem. Está inserido na rotina do departamento de futebol normalmente", assegurou o gerente de futebol, Alessandro Nunes. 

Recentemente, foi cogitado um possível retorno de Kazim para o Coritiba, mas a possibilidade foi descartada pelos paranaenses. Com contrato até dezembro, o turco continua treinando normalmente, tem ficado no banco de reservas, mas aparece atrás de Júnior Dutra, Lucca e Danilo nas preferência de Carille.

Mais conteúdo sobre:
Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.