Lucas Figueiredo / CBF
Lucas Figueiredo / CBF

De helicóptero, Neymar se apresenta à seleção para jogos das Eliminatórias

Jogador do PSG chega a Teresópolis, no Rio de Janeiro; grupo estará completo no dia 31

Redação, O Estado de S. Paulo

27 de maio de 2021 | 16h22

O atacante Neymar se apresentou no começo da tarde desta quinta-feira para começar os treinamentos visando as próximas partidas das Eliminatórias da Copa do Mundo de 2022. O camisa 10 do Paris Saint-Germain chegou em seu helicóptero na Granja Comary, centro de treinamento da seleção brasileira, localizado em Teresópolis, no Rio de Janeiro. 

Também chegaram nesta quinta-feira os jogadores Fabinho, Renan Lodi, Casemiro, Éder Militão, Danilo, Emerson, Felipe, Éverton, Marquinhos e Alex Sandro. Na quarta-feira, já haviam se apresentado Alisson, Roberto Firmino, Richarlison e Douglas Luiz. O goleiro do Liverpool já iniciou os trabalhos no gramado, acompanhado do preparador Taffarel. O dia seria reservado para testes físicos e clínicos.

Ainda faltam chegar os que atuam no Brasil, aqueles que ainda jogarão pela Libertadores da América e a final da Liga dos Campeões. A previsão é de que o técnico Tite tenha o elenco reunido até a segunda-feira, 31.

O treinador comandará treinos na Granja Comary até o dia 2 de junho, data da viagem para Porto Alegre. Na capital gaúcha, a seleção brasileira fará no dia seguinte o treino oficial no Beira-Rio. Às 21h30 do dia 4, Brasil e Equador entram em campo pela sétima rodada das Eliminatórias.

Após a partida, o elenco ficará durante mais três dias treinando em Porto Alegre, no CT do Internacional. No dia 7, a delegação viaja para Assunção, onde, no dia seguinte, o Brasil enfrenta o Paraguai às 21h30 (horário de Brasília).

O Brasil lidera as Eliminatórias com 12 pontos conquistados em quatro rodadas e é a única equipe com 100% de aproveitamento na competição. Nas primeiras partidas, venceu Bolívia, Peru, Venezuela e Uruguai.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.